Matérias » Personagem

Einstein chamou jovens socialistas de vagabundos?

Há alguns anos circula pela internet a informação de que o cientista teria criticado ironicamente o sistema socialista, no entanto, a verdade está distante disso

Redação Publicado em 09/04/2022, às 08h00

Albert Einstein em fotografia
Albert Einstein em fotografia - Wikimedia Commons / Orren Jack Turner

"Por detrás de cada jovem revolucionário socialista há um pai capitalista a trabalhar para sustentar o vagabundo", diz um post que por muitas vezes viraliza como autoria deAlbert Einstein.

A publicação, no entanto, contém uma informação falsa. O Nobel da Física jamais realizou tal declaração ou, pelo menos, não há provas para a afirmação.

Na verdade, evidências provam que Einstein era abertamente crítico ao sistema capitalista. Segundo informações do portal Observador, ele chegou até mesmo a escrever um artigo para uma revista dos EUA voltada à esquerda política. 

Porquê o Socialismo?

Publicada em 1949 na edição de inauguração da revista Monthly Review, a obra do físico teórico se constituía em uma reflexão acerca dos motivos para se acreditar em uma sociedade com mais visão socialista enquanto ideologia política e social.

Ilustração artística de Albert Einstein / Crédito: Wikimedia Commons / Kadumago

Assim, em “Porquê o Socialismo?”, Einstein discorre sobre a seguinte questão: “Será aconselhável para quem não é especialista em assuntos económicos e sociais exprimir opiniões sobre a questão do socialismo?”. Mais para frente ele responde a si próprio: “Eu penso que sim, por uma série de razões” e trata sobre diferentes questões relacionadas à organização da sociedade.

Os "males" do capitalismo

Além disso, na mesma obra, Albert Einstein busca mostrar o que seriam os verdadeiros “males” do capitalismo.

“A anarquia económica da sociedade capitalista como existe atualmente é, na minha opinião, a verdadeira origem do mal”, na medida em que “o capital privado tende a concentrar-se em poucas mãos”, escreveu o cientista, que acreditava que o capitalismo representava o “enfraquecimento dos indivíduos”.

O cientista em Viena, em 1921: Crédito: Wikimedia Commons / Ferdinand Schmutzer

“Estou convencido de que só há uma forma de eliminar estes sérios males: a constituição de uma economia socialista, acompanhada por um sistema educativo orientado para objetivos sociais”, defendeu o alemão. Para ele, o sistema ideal seria aquele em que os meios de produção são detidos por toda a sociedade e utilizados conforme as necessidades coletivas.

Ao final do artigo, diz a fonte, Einstein chega a fazer alguns alertas para os “problemas” do socialismo, que poderia resultar em governos opressores.

Apesar disso, é inegável que o cientista era, de fato, um defensor do sistema, não restando argumentos para a associação da frase compartilhada nas redes sociais com o físico teórico.


+Saiba mais sobre Albert Einstein por meio de grandes obras disponíveis na Amazon: 

Uma teoria de tudo (que importa), de Alister McGrath (2021) - https://amzn.to/3dWjbs8

Einstein, de Walter Isaacson (2007) - https://amzn.to/2KgB8lx

Teoria da relatividade: sobre a teoria da relatividade especial e geral, de Albert Einstein (2015) - https://amzn.to/2Qb18Ta

Meus últimos anos: Os escritos da maturidade de um dos maiores gênios de todos os tempos, de Albert Einstein (2017) - https://amzn.to/2rDdGbN

Einstein: Para Entender de Uma Vez, de Salvador Nogueira (2017) - https://amzn.to/2KeqCuW

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W