Matérias » Personagem

Há exatos 29 anos, Pablo Escobar fugia de sua própria prisão de luxo

Construída a mando de El Patrón, La Catedral foi palco de festas e controle de drogas

Victória Gearini | @victoriagearini Publicado em 22/07/2021, às 16h29 - Atualizado às 17h29

Pablo Escobar em mugshot famosa
Pablo Escobar em mugshot famosa - Polícia Nacional da Colômbia / Domínio Público, via Wikimedia Commons

Conhecido mundialmente como o barão das drogas, Pablo Escobar tornou-se um dos homens mais ricos do mundo através do narcotráfico. Contudo, durante o início da década de 1990, o 'Rei do Pó' fez um acordo com o governo colombiano, em que se rendeu às autoridades.

Na época, ele mandou construir sua própria prisão. Mais parecida com um clube, a prisão tinha um salão de jogos e quadras. No entanto, no dia 22 de julho de 1992, El Patrón fugiu do local, temendo a sua extradição para os Estados Unidos.

La Catedral

Na década de 1970, Pablo Escobar já havia sido preso na fronteira da Colômbia, com drogas. Mais tarde, a fama do El Patrón somente cresceu, o colocando na mira das autoridades. Temendo pela sua segurança e que pudesse ser extraditado para os Estados Unidos, o líder do narcotráfico fez um acordo com o governo colombiano, em que se comprometeu a ficar preso durante cinco anos.

Sua única condição era poder construir a sua própria prisão, de acordo com os seus gostos e personalidade. Desta forma, surgiu La Catedral, localizada no município de Envigado. 

 

O local parecia mais um clube de férias do que uma penitenciária, pois nela era possível encontrar: um salão de jogos, um campo de futebol, uma academia e muito mais. Além disso, de dentro de La Catedral, o barão das drogas continuou administrando seus negócios relacionados ao narcotráfico. Os guardas, por sua vez, não o impediam, pelo contrário, eram fiéis a ele. 

Palco de festas, regadas por excesso de álcool, de drogas e de mulheres, a prisão de Pablo Escobar foi planejada para atender aos desejos e caprichos de um dos homens mais ricos do mundo. Todavia, isso não durou muito tempo.

A fuga

De acordo com o History, no dia 22 de julho de 1992, El Patrón fugiu de sua prisão, novamente temendo que pudesse ser extraditado para os Estados Unidos, após o governo anunciar que iria transferi-lo para outra penitenciária.

 

 

Altamente equipada, La Catedral foi projetada para a segurança do narcotraficante, uma vez que temiam por invasões de facções rivais e de inimigos de sua longa lista. Contudo, isso não o impediu de fugir

Ao lado de mais 12 detentos, Pablo Escobar fez reféns para conseguir escapar do local, entre eles o vice-ministro da Justiça, Eduardo Mendoza e o diretor da prisão, Coronel Hernando Navas Rubio. 

As buscas duraram em torno de um ano, até que em 2 de dezembro de 1993, o seu paradeiro foi localizado e o criminoso foi morto durante um intenso confronto com as autoridades. 


+Saiba mais sobre Pablo Escobar por meio de obras disponíveis na Amazon:

Sra. Escobar: Minha vida com Pablo, de Victoria Eugenia Henao (2019) - https://amzn.to/3dlc75A

Amando Pablo, odiando Escobar, de Virginia Vallejo (2017) - https://amzn.to/37VEWlK

Minha Vida com Pablo Escobar, de Jhon Jairo Velásquez e Maritza Neila Wills Fontecha (2017) - https://amzn.to/2tgBgvK

Pablo Escobar: meu pai, de Juan Pablo Escobar (2015) - https://amzn.to/2QeEaKk

Pablo Escobar: O Narcotraficante: A história por trás do homem que matou mais de 5 mil pessoas, de Editora LeiaNet - https://amzn.to/36bejsA

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W