Matérias » Bizarro

David Koresh: o lunático religioso responsável pela morte de 80 pessoas

Koresh era líder da seita Branch Davidians que foi invadida em 1993

Daniela Bazi Publicado em 28/11/2019, às 13h00

Ator Tim Daly interpretando Koresh no filme In the Line of Duty: Ambush at Waco
Ator Tim Daly interpretando Koresh no filme In the Line of Duty: Ambush at Waco - Getty Images

Em 1993, durante o chamado cerco de Waco, 80 pessoas, seguidoras da seita Branch Davidians, foram mortas após uma invasão do FBI em sua sede junto com o líder David Koresh.

Filho de uma mãe solteira de 14 anos, David Koresh nasceu em Houston, Texas, no ano de 1959, com o nome de Vernon Wayne Howell. Com uma infância difícil, não tinha amigos, era um péssimo aluno na escola e vivia isolado com seus dois únicos interesses: a bíblia e a música.

Em 1981, ao se mudar para a cidade de Waco, David integrou a seita Branch Davidians, criada em 1950, derivada da Igreja Adventista do Sétimo Dia. Tendo grande influência entre os membros, após discussões com o filho do líder, George Roden, Koresh e mais 25 seguidores se mudaram para Palestina, onde passou a liderar o grupo.

O lunático criou uma guarda pessoal onde os homens, separados de suas esposas, deveriam proteger a seita e o líder. As regras criadas por David eram rigidamente impostas aos seguidores, mas não se aplicavam a ele. Além de consumir álcool que eram proibidas aos outros, pregava o celibato mas dormia com aproximadamente 15 mulheres, sendo a mais nova com 12 anos.

David Koresh com sua primeira esposa Rachel, e seu primogênito Cyrus / Créditos: Getty Images

 

David começou a pregar que tinha o direito de possuir 140 esposas, no qual 60 delas seriam suas rainhas, e as outras 80 as concubinas, baseado na interpretação do Cântico de Salomão, em 1986.

Os Davidians também tinham a permissão para o uso de armas, e começaram a ser investigados pela Agência de Controle de Álcool, Tabaco, Armas e Explosivos dos Eua (ATF). Em 1993, eles invadiram a sede mas quatro agentes foram assassinados.

Após o acontecimento, o FBI cercou o local e começaram as negociações. Foram 51 dias de conversa, até a Procuradora-Geral dos Estados Unidos Janet Reno, autorizou a invasão com tanques de guerra e gás lacrimogênio. No total foram 80 mortas, sendo 23 delas de jovens menores de 17 anos.

Sede de Branch Davidians durante a invasão do FBI / Créditos: Getty Images

 

O líder David Koresh foi encontrado carbonizado, com um tiro na cabeça, e só pode ser identificado através de sua arcada dentária.  


+Saiba mais através dos livros abaixo:

Poder Global e Religião Universal, Juan Claudio Sanahuja (2012)

Link - https://amzn.to/2OoBwku

The Road to Jonestown, Jeff Guinn (2018)

link - https://amzn.to/2OocTo7

Seitas, igrejas e religiões; Elementos para um discernimento espiritual, Jean-Yves Leloup (2006)

Link - https://amzn.to/34Duaz2

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com a BlackFriday e estarão disponíveis até 01/12/2019. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.