Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Matérias / Egito

O que se sabe sobre a descoberta de uma tumba real de 3.500 anos no Egito

No Egito, foi anunciada a descoberta de uma tumba de 3.500 anos

Redação Publicado em 15/01/2023, às 14h52 - Atualizado em 20/01/2023, às 09h20

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
A tumba encontrada no Egito - EGYPTIAN MINISTRY OF ANTIQUITIES
A tumba encontrada no Egito - EGYPTIAN MINISTRY OF ANTIQUITIES

O ano já começou com uma grande descoberta para os amantes de arqueologia. Isso porque o Egito anunciou a descoberta de uma curiosa tumba de 3.500 anos em Luxor.

Mais impressionante que isso, é saber que os arqueólogos envolvidos na descoberta acreditam que a revelação pode se relacionar com um rei da 18ª dinastia da civilização que prosperou às margens do Nilo.

Conforme repercutido pela AFP, a descoberta da tumba envolve pesquisadores do Egito e da Inglaterra e feita na margem oeste do famoso rio Nilo. Próximo do Vale do conhecido Vale das Rainhas e Vale dos Reis, segundo informado por Mostafa Waziri, atual chefe do Conselho Supremo de Antiguidades do país.

Em um comunicado repercutido pela AFP, Mostafa Waziri disse que "Os primeiros elementos descobertos até agora dentro da tumba parecem indicar que ela remonta à 18ª dinastia". Ou seja, é uma descoberta notável.

Vale destacar, que a 18ª dinastia que envolve a descoberta compreende o período do Novo Império, que seu fim em 1292 a.C e entrou para os livros de História com um dos períodos de maior prosperidade da antiga da civilização.

Registro da descoberta feita no Egito /EGYPTIAN MINISTRY OF ANTIQUITIES

A tumba

O veículo também repercute falas de Piers Litherland, que atua na Universidade de Cambridge, e lidera a expedição arqueológica. Ele acredita que a tumba pode pertencer a uma esposa real ou uma princesa que partiu da linha Thutmosid.

Infelizmente, foi informado através de Mohsen Kamel, arqueólogo do Egito, que o interior da tumba se encontra em 'más condições'. O interior, incluindo as inscrições, estão "destruídas em inundações antigas que encheram as câmaras funerárias com sedimentos de areia e calcário".

Mais informações sobre a incrível descoberta podem ser reveladas em breve. Vale relembrar que no último ano, foi anunciada uma descoberta que pode levar a tumba de Cleópatra, a mais famosa rainha da antiga civilização, que inspirou um dos mais conhecidos filmes de Hollywood.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!