Matérias » Piratas

Sequestrados por piratas da Somália: a traumática experiência de Paul e Rachel Chandler

O casal, que queria desbravar o mundo, não esperava que uma gangue marítima estragaria a aventura

Paola Churchill Publicado em 19/04/2020, às 09h00

Paul e Rachel Chandler durante entrevista
Paul e Rachel Chandler durante entrevista - Divulgação/Youtube

Em 2009, Paul e Rachel Chandler decidiram que viveriam uma aventura diferente de tudo que já haviam feito antes. Cansados da rotina na Inglaterra decidiram que queriam conhecer o mundo, como uma lua de mel que nunca tiveram. Para realizar o desejo, compararam um pequeno iate e partiram das Seychelles para a Tanzânia.

Era o paraíso na terra: o sonho do casal havia se tornado realidade e eles estavam desbravando o horizonte como dois jovens aventureiros. Todavia, o sonho se tornou um verdadeiro pesadelo.

Os dois tinham conhecimento da pirataria que tomama o lugar, no entanto, de acordo com informações oficiais da época, o local perigoso estava distante da então posição da dupla. Era um leve engano: o pior aconteceria.

Durante uma noite muito escura, quase sem estrelas no céu, os dois estavam a noventa milhas da costa e não haviam barcos por perto que pudessem ser identificados. De repente, Rachel escutou um barulho muito forte de motor, mas não havia nenhuma luz, a mulher acreditou que tivesse alucinando após muito tempo em mar aberto.

Um barco se aproximou muito rápido do iate do casal, ela chamou seu marido que pegou uma lanterna para ver quem estaria por perto. Todavia, era tarde demais: antes que pudesse reagir, a embarcação foi tomada por piratas da Somália armados até os dentes.

Vídeo feito pelos sequestradores/Crédito: Divulgação/Youtube 

 

Com medo, os aventureiros se renderam facilmente. Os homens não falavam quase nada em inglês, mas pediram para que o iate fosse iluminado rapidamente. Logo que os dois primeiros barcos chegaram, um terceiro também apareceu com o líder da gangue.

Ele, que falava um pouco melhor o idioma do casal, ameaçou Paul e Rachel querendo tudo de valor que eles tinham naquele momento. Mas logo mudou de ideia e decidiu fazer os dois de refém na Somália. Isso porque percebeu que poderia conseguir uma quantia ainda maior ao arquitetar um sequestro. Um valor altíssimo de resgate, de 7 milhões de dólares, foi determinado. 

Depois de seis dias sem entender o que estava acontecendo, chegaram no país. Os velejadores estavam apavorados, pensando que seriam mortos a qualquer momento pelos piratas. Mas evitavam pensar no pior.

A família Chandler, desesperada com o sumiço da dupla, pediu ajuda para o governo britânico, que de nada adiantou. Os familiares até tinham navios das guarda marinha britânica, no entanto, decidiram que a vida deles era mais importante que tentar impedir o ato dos piratas, então deixaram os dois serem levados para a Somália sem obstáculos.

De acordo com o The Daily Mail, a dupla chegou a afirmar que sofriam agressões contantes, passavam fome e tendas emprovisadas eram responsáveis por separar a dupla durante a noite. Além disso, os piratas afirmavam constantemente que o casal seria "queimado até morte" se o valor do resgate não fosse pago.

Os sequestradores divulgavam imagens de seus prisioneiros diariamente, na expectativa do governo pagar o valor exigido, no entanto, nada foi feito. A rotina do casal era marcada por medo e constantes ameaças: quanto mais o tempo passava, nada era feito.

Com passar do tempo, parecia cada vez mais improvável que eles sobreviveriam ao episódio traumático. Mas, após quase 13 meses de pânico, a família conseguiu arrumar o valor e trocar a vida dos pais pela quantia.

O pequeno Iate do casal/Crédito: Divulgação/Youtube

 

Após anos do episódio, os dois afirmam que raramente pensam no tempo em cativeiro, a menos que algo ou alguém peçam para eles contarem a história - o que eles aceitam porque sentem que sempre tem algo importante a dizer.


+Saiba mais sobre a pirataria ao longo da História através das obras disponíveis na Amazon

Hostage: A Year at Gunpoint with Somali Gangsters , Paul Chandler e Rachel Chandler, 2011 - https://amzn.to/3csVzYi

Piratas no Brasil: As incríveis histórias dos ladrões dos mares que pilharam nosso litoral, Jean Marcel Carvalho França, 2014 - https://amzn.to/34FCs9i

Breve História dos Piratas (Português) Capa Comum, Silvia Miguens, 2013 - https://amzn.to/2pTVF8q

Uma História dos Piratas eBook Kindle, Daniel Defo, 2008 - https://amzn.to/2pPR1sb

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.
 
Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 
 
Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W