Matérias » Personagem

Steve Thomas, o youtuber que come ração de guerra

Abrindo e consumindo alimentos de até 80 anos, esse homem atrai milhões de pessoas com seus vídeos inusitados

Joseane Pereira Publicado em 30/12/2019, às 07h00

Alimento oferecido pela Força Aérea Chinesa
Alimento oferecido pela Força Aérea Chinesa - Reprodução/Youtube

Um público de 250 mil assinantes está constantemente à postos para ver o youtuber Steve Thomas consumindo o que pode ser chamado de História enlatada. Desde 2015, esse senhor de 50 anos desempacota biscoitos da Guerra Civil, caldo de carne da Segunda Guerra e outros itens militares, degustando aqueles que não estão podres demais.

Comida de Guerra

Cerca de 2 milhões de pessoas viram Thomas abrir a lata com uma massa amarelada e irreconhecível, cercada por uma gosma negra. Em 1969, ela não passava de um espaguete com carne moída enviado para as tropas americanas na Guerra do Vietnã. “Você abre e a coisa assobia, o ar entra. É incrível. Você nunca sabe o que vai encontrar”, afirmou o youtuber ao site de notícias GQ.

Alimentos da Guerra do Vietnã / Crédito: Reprodução/Youtube

 

Thomas abre alimentos preparados nos últimos 80 anos e provenientes de cerca de 20 países, da Tailândia à Alemanha. Entre os consumidos, está um “delicioso” chocolate de 72 anos e caldo de carne de uma ração da Segunda Guerra. Rações individuais completas servidas pelas forças armadas dos EUA (conhecidas como MRE) também são mostradas, contendo um prato principal, um lanche, bolachas salgadas, uma bebida em pó, sobremesa e itens como temperos, café instantâneo e chiclete.

Fascínio

Thomas, que trabalha com paisagismo em Lakeland, Flórida, nunca serviu nas Forças Armadas. Seu fascínio por comidas de guerra se deu quando ele ainda era criança e seu tio, veterano de guerra, lhe trouxe rações de 1993. Após abrir uma e comer, ele nunca mais parou. “Eu fiquei tipo, é isso que os heróis comem. Isso é comida de herói. Foi o que realmente me cativou desde o início”, afirma ele.

 As rações de guerra são encontradas em lojas de trocas, lojas da marinha do Exército e leilões de objetos antigos. Colegas ao redor do mundo também são recrutados para ajudá-lo em seu estoque pessoal. A quantidade de seguidores e a renda gerada por seus vídeos são um incentivo para que ele continue a procurar. "Isso me ajudou a pagar por essas coisas e a encontrar todas as rações diferentes que eu procurava há tanto tempo", afirmou ele.


Saiba mais sobre esse tema através das obras abaixo:

1. Vinho & guerra: Os franceses, os nazistas e a batalha pelo maior tesouro da França, de Don Kladstrup - https://amzn.to/2Qa3LEw

2. O século de sangue: 1914-2014 - as vinte guerras que mudaram o mundo, de Emmanuel Hecht - https://amzn.to/2QuDsrC

3. Geopolitica del gusto/ Geopolitics of Taste: La Guerra Culinaria/ the Culinary War, de Christian Boudan - https://amzn.to/39otz7l

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.