Matérias » Entretenimento

Suicídio e impotência: 5 episódios que chocaram a Era de Ouro de Hollywood

Os anos iniciais da indústria cinematográfica resultaram em diversos episódios envolvendo crimes, tragédias e mistérios

Wallacy Ferrari Publicado em 20/10/2020, às 11h00

Alguns dos personagens listados na matéria
Alguns dos personagens listados na matéria - Wikimedia Commons

Em meio a um mercado de limites até então desconhecidos, a indústria cinematográfica de Hollywood é marcada por sua era de ouro repleta de intrigas, uso de drogas e bebidas, brigas e, principalmente, polêmicas envolvendo a imagem e o poder, tendo como protagonistas as principais estrelas das telonas — que passaram a estampar capas de jornais.

Considerado o auge do cinema, o período de filmes produzidos entre os anos 1920 e 1960 destacam-se não apenas pela qualidade nos roteiros e criatividade para reproduzir efeitos visuais sem o auxílio de equipamentos digitais, mas também por render o luxo, esbórnia e, consequentemente, uma série de episódios trágicos na história dos Estados Unidos.

A Aventuras na História separou cinco casos que chocaram a Era de Ouro de Hollywood:

1. Paul Bern morre por Jean Harlow

O alemão Paul Bern era executivo da MGM e, apesar das críticas de má atuação da "loria bombástica", o produtor fez questão de apostar na jovem Jean Harlow para estrelar as obras da distribuidora. Em troca, desenvolveram uma amizade que, em questão de meses, resultou em um romance de dar inveja nos bastidores da MGM.

Paul Bern (esq.) e Jean Harlow (dir.) em montagem de fotografias / Crédito: Wikimedia Commons

 

Durante os dois anos iniciais do relacionamento, os boatos nos corredores dos sets afirmavam que Bern era "biologicamente inadequado" em relação a estrela. Para piorar as fofocas, uma amiga próxima de Harlow vazou que a atriz havia contado que o alemão sofria de impotência sexual.

Mesmo após se casarem, os boatos atormentaram o executivo — que continuava se frustrando por não conseguir compensar a companheira nos momentos íntimos, resultando em brigas por ciúme e dependência emocional.

O fim ocorreu em setembro de 1932, quando o alemão decidiu tirar a vida com um disparo de pistola na cabeça, deixando uma carta direcionada a companheira: “Esta é a única maneira de reparar o mal terrível que eu fiz a você e para acabar com a minha humilhação”. Jean nunca comentou a situação publicamente, falecendo precocemente cinco anos depois.


2. Ingrid Bergman, a adúltera

Nascida na Suécia, a premiada atriz chegou a ter o mesmo número de Oscars que Meryl Streep — antes de ser julgada como inadequada por boa parte da imprensa especializada na época. Casada com Petter Lindström, a gravação do filme "Stromboli" seria o ponto de mudança durante sua vida; as filmagens resultaram não apenas em um filme aclamado, mas na paixão do diretor Roberto Rosselini com a protagonista.

Ingrid como Anastasia para o filme Anastasia (1956), dirigido por Anatole Litvak / Crédito: Getty Images

 

Ambos decidiram divorciar de seus cônjuges para se unirem, sendo colocados como "adúlteros" pela classe cinematográfica. A indignação social chegou a ser pauta do senador Edwin Johnson, que afirmou que a atriz era a "apóstola da degradação". O impacto foi tão grande que Ingrid teve de deixar os Estados Unidos para evitar a constante perseguição e exposição midiática, deixando para trás a filha Pia, na época com dez anos de idade.


3. A morte misteriosa de Thelma Todd

Além de seu sucesso em Hollywood, trabalhando para a Paramount, a loira também ganhou o título de Miss Massachusetts durante a juventude. Sabendo maleabilizar os negócios, Todd decidiu pegar parte da renda obtida nas atuações cinematográficas para investir em outros empreendimentos, abrindo seu próprio restaurante em Malibu, com o nome "Thelma's Todd Sidewalk Cafe".

Retrato fotográfico de Thelma Todd durante ensaio / Crédito: Wikimedia Commons

 

No entanto, na manhã do dia 16 de dezembro de 1935, foi encontrada morta de maneira misteriosa, dentro do carro de Roland West, sócio e amante da atriz. A morte por envenenamento de monóxido de carbono resultou em uma meticulosa investigação, que levantou diversas suspeitas; uma delas era Jewel Carmen, a então esposa de Roland, que já ameaçava Thelma nas semanas anteriores.

O mafioso Lucky Luciano também era um dos possíveis assassinos, visto que já tinha se relacionado e agredido a atriz, após a mesma não permitir a abertura de um cassino em seu terreno. Até mesmo a mãe da estrela foi alvo de desconfiança, sendo apontada como mandante para obter a herança da filha. Todavia, a polícia nunca conseguiu reunir provas que apontassem um mandante, resultando em um mistério que perdura por 85 anos.


4. A destruição de 'Fatty' Arbuckle

Símbolo da comédia pastelão e um dos membros fundadores do Oscar, o primeiro artista de Hollywood a assinar um contrato de 1 milhão de dólares também foi a primeira estrela a protagonizar um escândalo sexual. Aos 33 anos, embebedou e se relacionou sexualmente em um quarto de hotel com a aspirante a atriz Virginia Rappe.

‘Fatty’ Arbuckle durante cena de um de seus filmes / Crédito: Wikimedia Commons

 

Porém, ao sair do quarto, a jovem estava gritando e se contorcendo de dor, morrendo quatro dias de pois por uma ruptura na bexiga. A alegação de estupro resultou na prisão do artista em 1921, sendo acusado de homicídio culposo. Posteriormente inocentado por provas insuficientes de agressão, a sentença não foi capaz de restaurar a reputação monstruosa do comediante, que só voltaria a trabalhar em um longa-metragem em 1933.


5. O trágico suicídio de Peg Entwistle

Logo após conquistar um importante contrato em Hollywood, a jovem recém-chegada da Broadway era aclamada por atuações impressionantes, porém, a depressão a acometeu após a morte do pai, o também ator Robert Entwistle.

O local onde Peg tirou a própria vida / Crédito: Wikimedia Commons

 

Em 1922, e com seu frustrante divórcio com Robert Keith. Em setembro de 1932, a jovem decidiu subir no topo do mundialmente conhecido letreiro de Hollywood, e se jogou, deixando uma carta de suicídio na base da letra H.


+Saiba mais sobre Hollywood em de grandes obras disponíveis na Amazon

Hollywood: 131, de Charles Bukowski (1998) - https://amzn.to/2UXDWKe

Cenas de uma revolução: o nascimento da nova Hollywood, de Mark Harris (2011) - https://amzn.to/3c6gqAr

O pacto entre Hollywood e o nazismo: Como o cinema americano colaborou com a Alemanha de Hitler, de Ben Urwand (2019) - https://amzn.to/2ViwOqO

Hollywood Babylon: The Legendary Underground Classic of Hollywood's Darkest and Best Kept Secrets (Edição Inglês), de Kenneth Anger (1981) - https://amzn.to/2RurMWU

O livro do cinema, de Vários autores (2017) - https://amzn.to/2VeOS52

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W