Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Matérias / Personagem

As últimas palavras de Heath Ledger e a morte que chocou Hollywood

De acordo com o pai de Ledger, a irmã do ator tentou alertá-lo sobre o risco que corria

Redação Publicado em 17/02/2022, às 14h26

O ator Heath Ledger - Getty Images
O ator Heath Ledger - Getty Images

A morte precoce do ator Heath Leger, em decorrência de uma overdose no dia 28 de janeiro de 2008, chocou Hollywood. Aos 28 anos, o jovem australiano que fez sucesso no papel do Coringa, vilão da DC Comics, estava no auge de sua carreira quando a triste notícia pegou a todos de surpresa.

Heath foi encontrado inconsciente em seu quarto por sua governanta, em sua casa localizada em Manhattan. A mulher chamou os paramédicos, que confirmaram a morte do artista assim que chegaram ao local.

Na época, um relatório de autópsia concluiu que a morte teria ocorrido por acidente, sendo resultado de uma "intoxicação aguda pelos efeitos combinados de oxicodona, hidrocodona, diazepam, temazepam, alprazolam e doxilamina".

Heath Ledger em fotografia em preto e branco / Crédito: Getty Images

Apesar de se tratarem de medicamentos prescritos, não recreativos, foi a combinação de todos eles que acabou por causar a morte de Ledger. A fatalidade, no entanto, poderia ter sido evitada caso o ator tivesse escutado sua irmã, que na noite anterior ao ocorrido, o alertou sobre o perigo que corria.

Última conversa com a irmã

De acordo com informações do portal Esquire, o pai de Heath, Kim Ledger, revelou durante entrevista concedida ao news.com.au no ano de 2016, como teria sido a última conversa do artista com um familiar. Segundo ele, a irmã do astro de Hollywood, Kate, teria tentado ajudá-lo na noite do dia 27.

O ator ao lado da irmã, Kate / Crédito: Getty Images

"A última conversa que Kate teve com ele foi essa discussão sobre seus medicamentos e ela o advertiu: 'Você não pode misturar drogas que você não conhece'. E ele disse 'Katie, Katie, eu vou ficar bem".

"Bem, essa é a resposta de um garoto arrogante. Apenas colocou todo o seu sistema para dormir, eu acho... Foi uma coisa única... Mas a maioria dos problemas de Heath foram auto-induzidos", considerou Kim. "Há pressão sobre todos, especialmente os jovens, para se apresentarem e continuarem. Ele era um jovem que viajava o tempo todo a trabalho."

Kim Ledger, o pai de Heath / Crédito: Getty Images

Kim também relembrou as consequêcias de uma rotina intensa. "Mesmo com dois anos de idade, ele quase nunca dormia. Ele estava tentando trabalhar e viajar e fazer tudo em um curto espaço de tempo", disse o pai.

Busca pela conscientização

Anos após a morte do filho, Kim busca conscientizar cada vez mais pessoas sobre os efeitos tóxicos desse estilo de vida.

"Nós encorajamos as pessoas a começar a verbalizar seus problemas com amigos próximos ou familiares ou outros parentes... Heath misturou algumas drogas com comprimidos para dormir e ele se foi para sempre. Isso é algo que nós (a família do ator) apenas temos que lidar... Perder um filho é algo que nunca te deixa. Você pode viver com a dor, mas ela nunca te deixa."