Vitrine » Religião

5 fatos insólitos sobre Heaven's Gate, o maior suicídio coletivo dos EUA

Com o objetivo de embarcar numa nave alienígena, fiéis tiraram suas próprias em 1997

Victória Gearini Publicado em 13/04/2020, às 21h30

Logo do site e Marshall Applewhite, idealizador de Heaven's Gate
Logo do site e Marshall Applewhite, idealizador de Heaven's Gate - Creative Commons

No dia 26 de março de 1997, o maior suicídio em massa da História dos Estados Unidos foi descoberto por policiais de San Diego em uma mansão na região. Conhecida como Heaven's Gate (Porta do Paraíso, em tradução livre), esta seita religiosa levou 39 pessoas à morte.

Quando as autoridades chegaram no local, se depararam com os corpos em estado de decomposição, vestidos de preto e cobertos por um lençol roxo. A seita, liderada pelo professor universitário, casado e pai de dois filhos, chamado Marshall Applewhite, dizia que seus membros só iriam transcender espiritualmente após a morte, ou seja, suicidando-se.

Marshall Applewhite acreditava ser a reencarnação de Jesus Cristo, e por isso, foi internado em uma clínica psiquiátrica de Houston. No entanto, ao invés de receber o tratamento adequado, lá ele foi encorajado pela enfermeira Bonnie Lu Nettles a montar a sua própria seita. Segundo Nettles, o encontro entre ambos havia sido premeditado por alienígenas, enviados à Terra por Deus, para cumprir as profecias sagradas. 

Desta forma Marshall Applewhite e Bonnie Lu Nettles criaram a seita Heaven's Gate, responsável pela morte de mais de 30 seguidores, que acreditavam que se tirassem suas próprias vidas, seriam acolhidos por naves alienígenas. Confira abaixo 5 fatos insanos sobre Heaven's Gate: 

1. Castração e renúncia aos desejos

Atuando com os pseudônimos Bo e Peep e Do e Ti, os líderes passaram a recrutar membros para a seita, em 1974. Os discípulos eram chamados de tripulantes e acreditavam que a Terra sofreria algum tipo de mudança, e a única forma de sobreviver seria saindo do planeta, mas para isso eles deveriam abandonar todas as suas características humanas. 

Líderes da seita, Marshall Applewhite e Bonnie Lu Nettles / Crédito: Wikimedia Commons

 

Em geral, o grupo abriu mão de bens materiais e passaram a viver em uma comunidade, onde deveriam compartilhar tudo, desde dinheiro até as tarefas domésticas. Os homens, por sua vez, foram obrigados a renunciar ao sexo, como forma de se livrar dos desejos mundanos, e para isso passaram por processos de castração. 

2. Primeiro culto a usar a internet

Logo do site Heaven's Gate / Crédito: Wikimedia Commons

 

A década de 70 é marcada pelo o surgimento da internet, ferramenta que ajudou o grupo a compartilhar suas crenças com os demais. Por meio da nova tecnologia, os discípulos de Applewhite passaram a desenvolver websites para clientes, como forma de sobrevivência. Sob o nome de Higher Source (Fonte Maior, em tradução livre), a seita recrutou diversas pessoas para participar do grupo, sendo o primeiro a usar a internet para esta finalidade. 

3. Referência a Star Trek

Ao todo, 39 membros, entre 26 e 72 anos de idade, foram encontrados mortos em uma mansão de San Diego, no dia 26 de março de 1997. Segundo a perícia, as pessoas vestiam camisas e calças pretas, e tênis novos da marca Nike. O grupo ingeriu fenobarbital misturado com suco de maçã e vodka, depois deitaram-se em suas camas e colocaram sacolas plásticas em suas cabeças, para provocar asfixia.

Corpos de membros encontrados em colchões / Crédito: Wikimedia Commons

 

De acordo com as autoridades, o suicídio em massa levou cerca três dias para ser concluído e junto aos corpos havia, ainda, uma referência a Star Trek. Nos corpos encontraram a frase Heaven's Gate Away Team (Equipe de Expedição da Heaven's Gate, em tradução livre), que faz alusão a cena do filme em que Spock, Kirk e amigos saem para uma missão. 

4. Heaven's Gate nos dias atuais

Site atual que continua operando normalmente / Crédito: Divulgação

 

Após o suicídio, o casal membro do grupo há 12 anos, Mark e Sarah King, ficaram responsáveis por manter a seita, e propagar seus ideais. "De certa forma, é como plantar sementes para o futuro, para que as pessoas possam se familiarizar com o próximo nível e se preparem para um eventual retorno", descreveram os administradores do site, que continua no ar e operando normalmente. 

5. Maior suicídio em massa da História dos Estados Unidos 

Corpo de um adulto encontrado na mansão, não há registros de crianças entre as vítimas / Crédito: Wikimedia Commons

 

Muitas pessoas acreditam que o título de maior suicídio em massa dos Estados Unidos seja da tragédia de Jim Jones, no entanto, o Massacre de Jonestow aconteceu na Guiana, enquanto, Heaven's Gate foi no território estadunidense. Além disso, diferente de Jonestow, esta seita não recrutou crianças para o grupo. 


+Saiba mais sobre Heaven's Gate por meio de grandes obras disponíveis na Amazon: 

Heaven's Gate: Postmodernity and Popular Culture in a Suicide Group (Edição Inglês) eBook Kindle, de George D. Chryssides (2016) - https://amzn.to/3b5N5pL

Mass suicides: Masada, Forty-seven Ronin, Mass suicide in Demmin, Battle of Saipan, Heaven's Gate, Siege of Yodfat, Order of the Solar Temple (Edição Inglês), de Source Wikipedia (2011) - https://amzn.to/3ediOat

The Gate of Heaven (Edição Inglês) eBook Kindle, de Robert James Lees - https://amzn.to/2RPN95t

Heaven's Gates and Hell's Flames: A Sociological Study of New Christian Movements in Contemporary Goa (Edição Inglês), de Savio Abreu (2020) - https://amzn.to/2Rx2sji

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W