Matérias » Hollywood

Clube dos 27: o fatídico suicídio do ator de Hollywood Jonathan Brandis

Após participar de inúmeras obras importantes do cinema, o astro interrompeu sua vida, chocando fãs e familiares

Nicoli Raveli Publicado em 10/04/2020, às 11h30

Jonathan Brandis, ator americano
Jonathan Brandis, ator americano - Wikimedia Commons

Jonathan Brandis mostrou sua paixão pela carreira de ator aos seis anos de idade. O morador de Danbury, em Connecticut, deu os primeiros passos na profissão ao participar de comerciais televisivos.

Jonathan Brandis jovem / Crédito: Divulgação

 

Aos nove anos, a criança e sua família mudaram-se para Los Angeles, o que permitiu seu primeiro papel principal na interpretação de Bastian, no filme A História sem Fim II, de 1979. Mais tarde, o garoto fez parte do elenco de Who’s the boss?, de 1984 e L.A. Law, de 1986.

Entretanto, foi no ano de 1993 que o artista ficou ainda mais conhecido. Neste ano, ele interpretou o personagem Lucas Wolenczack na série SeaQuest, que foi produzida por Steven Spielberg.

Um ano depois, Brandis dublou a voz de Monzenrath, um dos personagens do desenho Aladin, que foi produzido pela Disney. No mesmo ano, ele foi além e trabalhou com o famoso ator e produtor Chuck Norris, no filme Sidekicks. Não obstante, sua participação no primeiro filme It- Uma Obra Prima do Medo também gerou comentários positivos sobre a carreira do ator.

A misteriosa causa da morte

Em 2003, o artista voltou a chamar a atenção, mas isso não era devido a sua incrível performances nos filmes. Na noite do dia 11 de novembro, Brandis saiu para jantar com na casa de um amigo. Antes de se despedir de seus colegas, eles relataram que o ator estava muito inquieto.

Mais tarde, o homem deixou o cômodo em que todos estavam e, posteriormente, foi encontrado no segundo andar do prédio. Um de seus amigos o encontrou enforcado com uma corda de nylon. Em poucos minutos, todos ajudaram para que o corpo pudesse ser transportado ao hospital mais próximo.

Cena da série SeaQuest / Crédito: Divulgação 

 

Entretanto, mesmo com os esforços do médico, Jonathan não resistiu e foi dado como morto no dia seguinte. "Em 11 de Novembro de 2003, por volta das 23:40, um amigo de Jonathan Brandis chamou a polícia, pois o ator tinha tentado suicídio em seu apartamento, localizado no bloco 600 da avenida de Detroit. Os Paramédicos do Corpo de Bombeiros transportaram Brandis para o Centro Médico de Sinai, onde ele mais tarde morreu por causa de seus ferimentos. A morte de Brandis foi anunciada pela equipe de funcionários do hospital dia 12 de novembro de 2003, por volta de 14:45", afirmou a nota da polícia.

A teoria sobre o assassinato

O artista não deixou qualquer pista sobre o motivo de ter cometido o suicídio. Tanto seus familiares, como seus fãs, ficaram chocados ao receber a notícia. De acordo com a mãe de Jonathan, seu filho, que era muito exigente consigo mesmo, não apresentava nenhum problema pessoal, não era alcoólatra e havia parado de fumar.

Mais tarde, a familia se questionou se o uso de um remédio contínuo para acne poderia ter causado sua morte. Segundo ela, entre os efeitos colaterais estavam a psicose e tendência ao suicídio. Entretanto, esses dados não foram levados em consideração para a conclusão do caso.

Ator Jonathan Brandis em 1993 / Crédito: Wikimedia Commons

 

Mesmo consumindo bebida alcoólica moderadamente, um dos amigos de Brandis afirmou que o homem havia bebido muito na noite do suicídio e dizia frases sobre a morte.

Além disso, há quem afirme que sua morte esteja relacionada ao seu papel no filme Hart’s War. Durante as gravações, Jonathan se mostrou animado com sua participação. Entretanto, suas cenas foram cortadas durante a edição final do filme, o que resultou em uma profunda decepção do ator.

Ainda em 2003, no ano de sua morte, o artista também fez parte do elenco do filme Puerto Vallarta Squeenze. De acordo com o diretor Arthur Allan Seidelman, Jon era um excelente ator, mas o personagem de Neil Weatherford exigiu muito dele.

“Exigia muito, e ele tirou de letra. Mas fora de cena parecia sempre distante. Ao mesmo tempo que se dava bem com todos do elenco, ele parecia estar em outro lugar e um tanto deprimido. Foi realmente um choque quando eu soube do que ocorreu, pois ele tinha grande potencial", completou.

No mesmo ano, a atriz Tatyana Ali concedeu uma entrevista ao programa Boulevard of Broken Dreams sobre o acontecimento. "Você aparece em capas de revistas durante anos! Quando isso para de acontecer, qual é a sua identidade?”. Ela acrescentou ao dizer que sabia e entendia o motivo pelo qual Jonathan lutava contra uma depressão.


+Saiba mais sobre Hollywood por meio das obras disponíveis na Amazon:

As Mais Famosas Atrizes de Hollywood: 1940 a 1960, de Americo Luis Martins da Silva - https://amzn.to/2PANGay

United Artists, de Vários Autores (2020) - https://amzn.to/2V4jnMy

The Fixers: Eddie Mannix, Howard Strickling and the MGM Publicity Machine, de E. J. Flemming (2004) - https://amzn.to/3bLYqvK

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/3b6Kk7du