Curiosidades » Brasil Império

AH Indica: 'D. Leopoldina', a história não contada da imperatriz

Parte de uma sequência de livros do autor Paulo Rezzutti, a obra explora a vida da primeira-dama, que é muito mais que uma vítima

Redação Publicado em 27/06/2021, às 11h00

Retrato da Princesa Leopoldina com trajes da corte, em 1817
Retrato da Princesa Leopoldina com trajes da corte, em 1817 - Creative Commons/ Wikimedia Commons

Leopoldina, a primeira “primeira-dama” do Brasil, entrou eternamente para a memória popular como uma vítima. Sua morte, aos 29 anos, causou comoção na nação — além da suspeita de que a tragédia tivesse sido provocada pela violência de seu marido, o imperador D. Pedro I, foi um dos maiores motivos para sua abdicação e saída do país.

Para além de sua infelicidade conjugal, porém, existe todo um personagem bem pouco conhecido, ignorado em razão da velha ideia do papel da mulher como uma figura doméstica. Revelado no livro de Paulo Rezzutti, autor de outros quatro sobre a história do Brasil. Na obra 'D. Leopoldina', lançada em 2017, a imperatriz aparece como uma articuladora do movimento de independência.

Mais que isso, ela se mostra mais decidida que o próprio marido em levar adiante o que foi, para todos os fins, uma guerra contra Portugal. Em suas próprias palavras, numa carta sem data a seu secretário: “Fiquei admiradíssima quando vi, de repente, aparecer meu esposo, ontem à noite. Ele estava mais bem disposto para os brasileiros do que eu esperava — mas é necessário que algumas pessoas o influam mais, pois não está tão positivamente decidido quanto eu desejaria”.

Obviamente, existe uma Leopoldina que é vítima. Sua estadia no Brasil foi nada menos que infernal, com um marido que ia da indiferença à violência e humilhação, ao conceder privilégios para a amante, a Marquesa (porque assim ele decidiu) de Santos. A imperatriz, que, diante do público mantinha-se quieta, na intimidade odiava a rival, a quem chamava de “bruxa”. As descobertas incluem um documento inédito, o diário de Maria Anavon Kühnburg, nobre austríacaque acompanhou a imperatriz em sua viagem ao Brasil.


+Saiba mais sobre a família imperial por meio das obras disponíveis na Amazon:

D. Leopoldina: A história não contada: A mulher que arquitetou a independência do brasil, de Paulo Rezzutti (2017) - https://amzn.to/2DsrmJt

Pedro II – A história não contada: O último imperador do Novo Mundo revelado por cartas e documentos inéditos, de Paulo Rezzutti (2019) - https://amzn.to/2qWOGw7

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W