Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Curiosidades / Nossa Senhora Aparecida

Como foi encontrada a estátua de Nossa Senhora Aparecida?

Celebrada nacionalmente nesta quarta-feira, 12, a estátua de Nossa Senhora Aparecida emociona fieis

Redação Publicado em 12/10/2022, às 09h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Montagem mostrando duas fotografias do ídolo de Nossa Senhora Aparecida - Divulgação/ Domínio Público e Divulgação/ Licença Livre/ José Luiz Bernardes Ribeiro
Montagem mostrando duas fotografias do ídolo de Nossa Senhora Aparecida - Divulgação/ Domínio Público e Divulgação/ Licença Livre/ José Luiz Bernardes Ribeiro

Em 1717, um grupo de pescadores navegando no Rio Paraíba do Sul teria se deparado com uma imagem partida da Nossa Senhora Aparecida. Feito de barro, a cabeça e o corpo do artefato se encontravam separados. 

O episódio viria a inspirar a construção de um dos mais famosos santuários do Brasil, e ainda nomear a cidade onde a aparição ocorreu como Aparecida. A escolha do nome da santinha, aliás, ocorreu por acaso.

Diferente de outras Nossas Senhoras, que foram nomeadas em homenagem aos seus municípios de origem, essa ficou conhecida simplesmente por ter "aparecido" no rio.

Hoje, o existe um tour de barco pelo local, e a igreja em si é um dos pontos turísticos mais visitados do país. 

Milagre e mistério 

Segundo repercutido por uma matéria de 2017 da BBC, existem duas teorias principais que buscam explicar a presença do objeto no rio. 

A primeira diz que, como a santinha se encontrava quebrada, pode ser que seu dono original tenha se desfeito dela para evitar um "mau agouro", já que a crença popular da época era que um ídolo quebrado traria má sorte para a casa onde estivesse, conforme repercutido pela obra 'Aparecida - A Biografia da Santa que Perdeu a Cabeça, Ficou Negra, Foi Roubada, Cobiçada pelos Políticos e Conquistou o Brasil'. 

Já uma segunda hipótese é que a Nossa Senhora acabou no corpo d'água após ser arrastada por uma enchente. Previamente ao desastre, o artefato estaria exposto na capela de Nossa Senhora do Rosário, um templo construído em 1712 que ficava na cidade vizinha de Roseira. 

Perdida 

O período que a santa passou flutuando na corrente do Rio Paraíba do Sul, por sua vez, é objeto de debate. Para o jornalista Rodrigo Alvarez, autor do livro "Aparecida - A Biografia da Santa que Perdeu a Cabeça, Ficou Negra, Foi Roubada, Cobiçada pelos Políticos e Conquistou o Brasil", não passaria de cinco anos, uma vez que ele acredita na segunda hipótese. 

O padre José Inácio de Madeiros, por outro lado, pensa que foram algumas décadas, conforme repercutido pela BBC. 

Se a imagem foi esculpida na segunda metade do século 17 e encontrada no início do século 18, calculo que tenha permanecido entre 50 e 70 anos nas águas do Paraíba do Sul", afirmou o homem religioso. 

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!