Curiosidades » Música

Amantes e hábitos peculiares: 5 fatos que você provavelmente não sabe sobre Michael Jackson

Em seus momentos de privacidade, o Rei do Pop tinha costumes curiosos, que foram compartilhados por seus funcionários e amigos próximos

Wallacy Ferrari Publicado em 27/12/2020, às 15h00

Michael Jackson se apresentando no Super Bowl
Michael Jackson se apresentando no Super Bowl - Getty Images

1. Acreditava ser espiado

Conforme relatado pelos seguranças Bill Whitfield e Javon Beard, que trabalharam com o cantor entre dezembro de 2006 até o último dia de sua vida, Michael relatava que se sentia perseguido e espiado, em um constante receio de que suas conversas e gestos fossem gravados e filmados. 

Por esse motivo, todos os hotéis e camarins que visitou eram previamente inspecionados para garantir a sua privacidade. Além disso, diversos amigos em seus últimos meses de vida relataram que Michael se sentia ameaçado e que algo poderia acontecer a qualquer momento.


2. É bom para a coluna!

Michael Jackson acumulou uma fortuna inestimável durante os anos de imenso sucesso comercial na indústria da música, que possibilitou suas extravagantes compras como a mansão Neverland. O fato curioso, no entanto, era de que o músico não costumava passar todas as suas noites em uma cama. 

Michael com a cozinheira Dona Remi em fotografias pessoais / Crédito: Divulgação / MJBeats

 

A brasileira Remi Vila Real foi cozinheira de Michael Jackson em uma de suas mansões e se surpreendeu ao descobrir que o ídolo dormia no chão, como contou em entrevista ao programa Márcia, em 2009: "A cama tinha o tamanho de uma cama normal, mas ele falava que era muito alta pra ele". 

A história de dormir no chão não foi uma surpresa apenas para a brasileira; de acordo com Peter Freestone, ex-assistente de Freddie Mercury, o líder do Queen chegou a brincar com Michael perguntando o porquê ele não comprava uma cama ao invés de colocar um colchão no chão de sua mansão. O rei do pop mostrou seu lado naturalista e respondeu: “Eu me sinto muito melhor quando estou perto da Terra”. 


3. Trocas de nomes

Desde que nasceram, os filhos de Michael Jackson tiveram uma imensa exposição devido a influência do pai, sendo frequentemente caçados por paparazzis. Tal exposição incomodou o astro, que criou uma série de exigências aos funcionários — babás, seguranças e motoristas — para que os filhos pudessem ter uma infância saudável e livre da imprensa. 

Entre as medidas, obrigou os filhos a usarem máscaras em todas as saídas de casa e costumava realizar contratos de matrícula conversando diretamente com os responsáveis pela instituição de ensino, de maneira que as crianças fossem apresentadas para os outros alunos com outros nomes, sem utilizar os nomes reais. 

A medida gerou um episódio de bullying em 2015, quando o filho mais novo, Prince II, começou a se apresentar como 'Bigi', por vergonha do nome 'Blanket' (cobertor, em inglês).


4. Um bom leitor

A busca de Michael por desbravar o máximo de artes possíveis para manter sua obra ainda mais eclética relacionou sua paixão por histórias com a paixão pela leitura.

Michael em momento pessoal de leitura em casa / Crédito: Divulgação / MJBeats

 

De acordo com a biografia Remember The Time: Protecting Michael Jackson In His Final Days, o cantor chegava a gastar US$ 5 mil em suas idas frequentes para a livraria. Em uma única saída a uma famosa livraria de Las Vegas, em 2007, o músico chegou a gastar US$ 100 mil apenas em livros para sua leitura pessoal e infantis para os filhos.

De acordo com seu ex-advogado, Bob Sanger, Michael tinha uma biblioteca de mais de 10 mil livros e aproveitava os momentos de viagem durante as turnês para ler obras de Psicologia, Sociologia e, principalmente, livros que lidavam com questões raciais.


5. Michael tinha amantes

O livro Remember The Time ainda acrescenta que Michael também teria tido companheiras em seus últimos anos de vida, constantemente relatados pelo músico para os funcionários de sua residência. Duas moças foram citadas apenas por apelidos. 

Identificadas como "friend" e "flower" (amiga e flor, em português), não chegaram a ser apresentadas para sua família, sendo vistas apenas pelo motorista e os seguranças por um breve período. Ambas moravam fora dos Estados Unidos e se encontraram com o cantor em Middleburg, Virgínia, onde o mesmo acreditava não haver desconfiança ou presença da imprensa


+Saiba mais sobre o Michael Jackson por meio de obras disponíveis na Amazon:

Moonwalk (Edição Inglês), de Michael Jackson (2009) - https://amzn.to/3aQpB7H

The King of Style: Dressing Michael Jackson (Edição Inglês), de Michael Bush (2012) - https://amzn.to/2UQgVsB

Michael Jackson, de J. Randy Taraborrelli (2012) - https://amzn.to/2wqGhUy

Michael Jackson (Edição Inglês), de Igloo Books (2018) - https://amzn.to/3aPtbPG 

Michael Jackson: Um thriller em preto e branco (Edição em Quadrinhos) eBook Kindle, de Diego Agrimbau e Horacio Lalia (2013) - https://amzn.to/2JJFRf3

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W