Curiosidades » Personagem

10 fatos sobre Átila, o Huno

O Flagelo de Deus comandou um vasto império, que chegou a guerrear com os romanos

André Nogueira Publicado em 12/04/2020, às 09h00

Átila, o huno devastando a cidade de Aquileia, Itália, 452 dC - Ilustração de Tancredi Scarpelli (1866-1937) em "Storia d'Italia"
Átila, o huno devastando a cidade de Aquileia, Itália, 452 dC - Ilustração de Tancredi Scarpelli (1866-1937) em "Storia d'Italia" - Getty Images

Átila, o Huno, foi um dos maiores conquistadores do mundo antigo, responsável por um Império que, saindo do Leste Europeu, acabou se espalhando por todos os lados do continente asiático.

Contemporâneo aos romanos, foi uma pedra no sapato dos césares e modificou toda a geopolítica do Oriente Próximo. Acabou sendo retratado como um brutal assassino inescrupuloso.

1 Educação privilegiada

Átila não era um bárbaro irracional. Nascido numa família poderosa do norte de Danúbio, ele era sobrinho de Octar e Rugila, que foram responsáveis pela construção do Império Huno. Assim, Átila recebeu instruções desde cedo, aprendendo arco, espada, hipismo, estratégia, diplomacia e, provavelmente, falava e lia os textos góticos e latinos.

2. Paz com Roma

Quando os tios deixaram o poder, Átila e o irmão Blenda assumiram o controle do Império e, como primeira ação, eles fizeram um esforço no sentido de negociar a paz com o Império Romano do Oriente. O então Imperador Teodósio II garantiu um acordo onde pagaria 700 libras de ouro por ano em nome de uma paz entre hunos e latinos.

Representação do século XVII de Átila, o Huno, no Ungarische Chronica de Wilhelm Dilich / Crédito: Wikimedia Commons

 

Porém, em 441, Átila concluiu que os romanos não estavam fazendo a parte deles, liderando uma série de ataques contra cidades romanas. Com a pressão feita pelos exércitos hunos, Teodósio reiterou o tratado de az, aceitando que a promessa de pagar 2.100 libras de ouro a partir de então.

3. Morte do irmão

Após o fim das negociações com os romanos, os hunos retornaram à Planície Húngara e Átila desafiou o irmão, com quem governava em nome do poder absoluto sobre o Império. De acordo com o antigo historiador Prisco de Pânio, que fez o mais conhecido relato dos hunos, “Bleda, rei dos hunos, foi assassinado como resultado das tramas de seu irmão Átila”. Pouco tempo depois, houve uma nova guerra entre hunos e romanos, dessa vez com vitória latina devido estratégias na região grega de Termópilas.

4. A  proposta

Em 450, a irmã do imperador romano, Honoria, enviou um anel para Átila, pedindo ajuda para acabar com um casamento infeliz com um nobre patrício. Átila, já com suas diversas esposas, aceitou o pedido como uma proposta de relacionamento.

Então, ele declarou Honoria sua mais nova esposa e metade do território do Império Ocidental como dote. Furioso, Valentian III queria mandar a irmã para Átila, como forma de punição, mas cedeu e permitiu que ela ficasse na Gália com o marido. Átila não desistiu; simplesmente e empreendeu algumas campanhas contra a Gália romana em nome da moça.

5. Derrota

A única campanha de Átila terminada em derrota ocorreu em 451, quando 200 mil hunos invadiram a Gália, comandada pelo general Flavius Aetius, enquanto ocupadores latinos formaram uma aliança com o rei Teodorico I dos visigodos.

A aliança romano-gótica possibilitou que a Batalha das Planícies Catalaunianas acabasse num dos mais sangrentos conflitos da antiguidade, mas com a retirada das tropas de Átila. Teodorico foi morto nessa guerra e, no ano seguinte, Átila invadiu a Itália.

lustração de Santa Genevieve confrontando Átila em ilustração de Camille Gilbert (1890) / Crédito Getty Images

 

6. Vida humilde?

Segundo Prisco de Pânio, Átila fez um luxuoso banquete na sede de seu governo. Enquanto todos comiam em pratos de prata, ele "comeu nada além de carne em uma vala de madeira... Sua xícara era de madeira”. Para a surpresa de muitos, Átila preferia um estilo de vida pouco custoso.

Na guerra, isso também pode ter ganhado destaque: por mais que seu império cobiçasse ouro pelo mundo e seus generais e subordinados exigissem ornamentos caros nas roupas e armaduras, Átila optava pela simplicidade.

7. Morte insólita

A morte de Átila em nada faz pensar que se trata da última ação de um homem de tal estatura. Na época em que ainda tentava conquistar a mão de Honoria, ele conheceu outra mulher que se tornaria sua esposa: Ildico. Casaram-se em 453, numa cerimônia que acabou numa festança em que o noivo bebeu um monte.

Na manhã seguinte, Átila não levantou e seus guardas foram atrás de explicações, abriram a porta de seu quarto e encontrou o grande chefe morto, sem fermentos, mas com o rosto ensanguentado, com Ildico ao lado, chorando e tentando fazer algo.

Alguns acharam que foram conspiradores pró-Roma ou mesmo a esposa, no entanto, o mais provável foi: devido o abuso do álcool, ele teve um sangramento nasal enquanto dormia deitado, e morreu afogado no próprio sangue.

8. Onde está seu túmulo?

A morte do líder representou um baque na vida dos seus soldados, que realizaram várias cerimônias segurando o corpo dele em volta das tendas. Em seguida, colocaram o líder num caixão de ferro e enterraram Átila numa tumba repleta de armas de inimigos derrotados.

Lendas também especulam que um rio foi desviado para que Átila fosse enterrado em seu leito. Os servos que teriam feito isso foram mortos, para não revelarem a estadia do morto e, até hoje, não sabe onde isso aconteceu.

9. Verdadeiro rosto

Pouco se sabe sobre a verdadeira face de Átila, o Huno, e não existem retratos originais de como ele era, sendo Priscus o principal relato que temos de sua cara e sua personalidade. Segundo escritos desse romano, ele tinha nariz achatado e baixa estatura, além de uma barba tingida de cinza. Seu olhar tinha uma ferocidade famosa, que gelava os desavisados: “onde eu passei, a grama nunca mais crescerá novamente”, dizem ter falado o huno.

10. O apelido

Para os romanos, hunos eram bárbaros destrutivos liderados por um assassino que espalhava o caos. Por isso, Átila ficou conhecido em Roma como "O Flagelo de Deus". Segundo o escritor Jordanes, "Ele era um homem nascido no mundo para abalar as nações, o flagelo de todas as terras, o que de certa forma aterrorizou toda a humanidade pelos terríveis rumores que foram divulgados no exterior a respeito dele.”


Saiba mais sobre Átila, o Huno através de obras disponíveis na Amazon

Átila, o Huno: O rei bárbaro que desafiou Roma, de John Man - https://amzn.to/2K46Diy

Átila, de Erch Deschotd - https://amzn.to/2PWdfDz

Os inimigos de Roma: De Aníbal a Átila o Huno, de Philip Matyszak - https://amzn.to/2p1ljIb

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/3b6Kk7du