Curiosidades » Arqueologia

O trecho da Muralha da China que não teria sido construído para impedir invasões

Após um extenso estudo, a análise da ineficiência militar da parte resultou em uma possível descoberta histórica

Wallacy Ferrari, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 08/08/2021, às 09h00

Trecho da Grande Muralha da China
Trecho da Grande Muralha da China - Foto de kai li por Pixabay

Um dos maiores monumentos da história da humanidade chama atenção pelos mistérios que rodeiam sua origem, sentido e até alcance; supostamente criado para proteger o Império Chinês de invasões em massa, a Grande Muralha da China demorou séculos para ser concluída em seu tamanho impressionante.

Com mais de 21 mil quilômetros, sua edificação é hoje consolidada como um patrimônio histórico mundial e alvo de diversas pesquisas de historiadores e entusiastas da história chinesa. Entre eles, o arqueólogo Gideon Shelach-Lavi, que reuniu um grupo de pesquisadores para analisar um curioso trecho da edificação, conforme registrou o jornal britânico Express.

Os cientistas notaram que parte da muralha, conhecida como Linha do Norte e estimada em 740 quilômetros, não conseguiria segurar as tais invasões, conforme seu motivo de criação, devido à altura relativamente baixa em relação aos outros trechos e ao solo, podendo ser atingida com esforços coletivos. Com isso, iniciaram um estudo para entender o desnível.

Analisando o trecho

Os exames não apenas avaliaram a engenharia da construção, mas também abusou da geografia para entender as sinuosidades das montanhas na região e possíveis civilizações antigas que estariam próximas do trecho coberto pela pesquisa.

Para isso, contaram com imagens de satélite de alta resolução, drones e amostras físicas de coletas arqueológicas.

Vista aérea do trecho da Linha do Norte / Crédtio: Universidade Hebraica de Jerusalém

 

Ao registrar os dados, o estudo teve continuidade na Universidade Hebraica de Jerusalém, em Israel. Ao longo de dois anos de pesquisa, a tese de que a parte da construção era ineficiente para funções militares foi confirmada pela equipe, criando uma hipótese alternativa para o trecho específico.

Na publicação final, disponibilizada pela revista científica Antiquity, os cientistas indicaram que a Linha do Norte servia para controle social, prevendo a expansão e desenvolvimento local: "Nossa conclusão é de que se tratava mais de monitorar ou bloquear o movimento de pessoas e animais, talvez para taxá-las”.

Ao redor das muralhas

A região foi de extrema importância para a compreensão do estudo; já edificada entre os séculos 11 e 13, bem depois do início no século 3 a.C., o trecho teria sido supervisionado pelas dinastias Jin ou Liao, com estruturas auxiliares que indicam a função. A escolha estratégica do terreno avaliou também clima, épocas e safra.

De acordo com Shelach-Lavi, havia grandes possibilidades de que grupos massivos de produtores buscassem pastagens mais quentes ao sul da construção durante os períodos de frio — e com o bloqueio da muralha, era possível evitar o deslocamento massivo, que causaria deficiência comercial na região ao norte da construção.

++Confira o estudo completo publicado na Antiquity clicando aqui.


+Saiba mais sobre arqueologia em grandes obras disponíveis na Amazon:

Arqueologia, de Pedro Paulo Funari (2003) - https://amzn.to/36N44tI

Uma breve história da arqueologia, de Brian Fagan (2019) - https://amzn.to/2GHGaWg

Descobrindo a arqueologia: o que os mortos podem nos contar sobre a vida?, de Alecsandra Fernandes (2014) - https://amzn.to/36QkWjD

Manual de Arqueologia Pré-histórica, de Nuno Ferreira Bicho (2011) - https://amzn.to/2S58oPL

História do Pensamento Arqueológico, de Bruce G. Trigger (2011) - https://amzn.to/34tKEeb

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W