Galeria » Galeria

Artista transforma criaturas infernais em incríveis pinhatas

Ele inspira-se nas cenas infernais de Hieronymous Bosch para fazer brinquedos surreais

Mariana Ribas Publicado em 18/01/2019, às 06h00 - Atualizado às 08h32

Pinhatas
Pinhatas - Reprodução/Roberto Benavidez

Você ja deve ter visto aqueles filmes americanos ou mexicanos onde as crianças brincam de bater em uma pinhata com os olhos vendados até que se parta e caiam os doces dela, certo? A pinhata é uma tradição ibérica, que surgiu em Portugal e na Espanha mas é mais comum na cultura do México e, via mexicanos-americanos, dos Estados Unidos.  

A partir de obras do artista Hieronymus Bosch, que influenciou no surrealismo de Salvador Dalí e de Max Ernst, um artista contemporâneo do sul do Texas, Roberto Benavidez, decidiu fazer um trabalho muito autêntico: Ele criou pinhatas inspiradas em obras de artes da Idade Média.

Benavidez descreveu a si e a seu trabalho artistico como: "escultor figurativo queer especializado na forma de pinhata - jogando em temas de raça, sexualidade, arte, pecado, humor e beleza ". Ou seja, as pinhatas revelam algo muito mais do que apenas estética - elas são muito políticas e conversam com questões que estão presentes no corpo, na mente e na pele que qualquer um habita.

Por Roberto Benavidez

Há uma ligação entre as pinhatas de Benavidez e a obra Jardim das Delícias Terrenas de Bosch, pintura que conta a história do mundo partindo da criação, mantendo o céu e o inferno como um grande ponto da obra. (Bosch fez sua obra em 1500, o que tecnicamente não é mais a Idade Média, mas é considerado o último grande pintor medieval para muitos críticos).

A tentativa do artista, em relacionar as pinhatas com o jardim, segundo ele, é o pecado. Ou seja, os dois artistas colocaram a religião em jogo.

Por Roberto Benavidez

Benavidez disse que sempre se interessou pelas tecnicas de arte medievais, isso explica a relação dele com a obra de Bosch. Ele também afirnou que a mistura da arte Mexicana com Europeia sempre definiu o caminho artistico que deveria tomar.

Por Roberto Benavidez

As pinhatas também lembram muito o carnaval, culturas latinas em geral, e afins.

Por Roberto Benavidez

Sendo a religião como tema de relação entre o artista e seu artista inspirador, a obra sempre vai ter um propósito moral.

Por Roberto Benavidez

A obra de Hieronymus Bosch é imersa em um mundo de animais feios, macabros e lindos, coisa que inspirou Benevidez a criar estas crituras de pinhata.

Por Roberto Benavidez

Foi a partir desta inspiração pelas criaturas, que o artista pensou em como transformar aqueles desenhos em algo tridimensional.

Por Roberto Benavidez

Mas Bosch não foi o unico inspirador das pinhatas, tambem teve Luttrell Psalter que trabalhou muito com as santidades medievais. 

Por Roberto Benavidez

Misticidade, bestialidade, monstruosidade e tudo isso com muita delicadeza e beleza - isso se chama arte.