Notícias » China

Adquirido por uma mixaria, vaso chinês do século 18 é vendido por mais de 48 milhões de reais

Artefato, que estava guardado na casa de campo de uma senhora idosa por 50 anos, foi feito especificamente para o imperador Qianlong

Fabio Previdelli Publicado em 13/07/2020, às 11h30

Vaso chinês do século 18
Vaso chinês do século 18 - Divulgação/ Sotheby's

Um vaso chinês, que há muito tempo foi arrematado em um leilão por apenas 56 dólares (cerca de 300 reais), foi vendido por mais de 9 milhões de dólares (48 milhões de reais) no último sábado, 11, depois de ser descoberto na casa de campo de uma mulher idosa.

Segundo a Sotheby’s, empresa responsável pela venda, o artefato é uma “obra-prima perdida”. Datado do século 18, o vaso passou os últimos 50 anos guardado em uma residência na Europa Central, sendo a companhia de cães e gatos de estimação da proprietária.

O objeto — no qual é possível ver um desenho floral azul e branco através do corpo vasado do artigo — é considerado altamente incomum e foi feito especificamente para o imperador Qianlong, que governou a China por mais de 60 anos (1735 até 1796).

"É um milagre que esse vaso extraordinariamente frágil tenha sobrevivido meio século em uma casa cercada por inúmeros animais de estimação", disse Nicolas Chow, presidente da Sotheby's Asia, em comunicado à imprensa antes da venda.

O vaso foi descoberto após a idosa, que tem mais de 80 anos, chamar o consultor de arte Johan Bosch van Rosenthal, que foi até o local avaliar sua coleção. "Chegamos a uma sala com várias obras de arte chinesas que foram herdadas há muitos anos", disse van Rosenthal. "Seus quatro gatos andavam livremente entre elas. A proprietária apontou um ... vaso chinês parcialmente dourado em um armário — um objeto querido que ela sabia ser algo especial e valioso”.

O vaso foi inspecionado pelos especialistas da Sotheby, que o associaram a um item nos arquivos da casa imperial chinesa. Anteriormente mantido no Palácio da Pureza Celestial, parte da Cidade Proibida de Pequim, o item já foi elogiado pelo imperador por seu design.