Notícias » Entretenimento

Ainda mais horripilantes? 5 finais alternativos de filmes de terror

De Corra a Abismo do Medo: veja aqui como alguns longas horripilantes foram remodelados

Pedro Paulo Furlan, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 18/12/2021, às 08h44

Cena do filme "Corra!" de 2017, com o ator protagonista Daniel Kaluuya
Cena do filme "Corra!" de 2017, com o ator protagonista Daniel Kaluuya - Divulgação / Universal Pictures

O caminho para um filme ser liberado aos cinemas do mundo inteiro ou às plataformas de streaming, atualmente, é mais longo do que esperamos normalmente. Além da criação, produção e edição de um longa-metragem, todos eles passam por diversas visualizações prévias, com audiências de teste, para conferir a opinião popular.

Este processo é feito, em maior parte, para que as empresas tenham melhor noção do que o público vai gostar no filme, no que focar durante o marketing e, em algumas vezes, o que precisa ser alterado.

Dentro de um gênero como o terror, o público de teste tem de, além de aprovar o conteúdo do filme, servir como um medidor de quão assustador e perturbador o filme em questão realmente é. E, mesmo assim, muitas vezes longa-metragens tornam-se clássicos especiais devido à sua perturbação extrema.

Levando em conta a reação das audiências de teste ou mesmo do público geral quando um filme é liberado, algumas obras de terror são alteradas e remodeladas. Ou, o que  também é possível, os criadores oferecem múltiplos finais alternativos. 

O site Aventuras na História organizou uma lista de cinco longas que eram originalmente bem mais perturbadores ou horripilantes.

1. Abismo do Medo

Em 2005, fomos apresentados a um grupo de seis amigas que, procurando por aventura, decidem explorar uma caverna, no entanto, o terror começa quando a entrada desmorona e elas ficam presas. Claustrofóbico e aterrorizante, o filme mostra todas elas tentando fugir enquanto enfrentam criaturas que habitam a caverna.

“Abismo do Medo”, ou “The Descent”, a descida em português, tem dois finais disponíveis. Nos Estados Unidos, o fim oferecido foi que Sarah, uma das integrantes, foge da caverna e consegue ir para longe em um carro. Porém, foi apenas uma alucinação, pois Sarah ainda está presa na caverna à mercê das criaturas.


2. 1408

A história de um autor de livros de terror passando uma noite em um hotel mal-assombrado é a premissa de “1408”, de 2007. Descobrindo que todas as histórias e fantasmas do quarto 1408 são reais e estão o atormentando, Mike, o escritor, taca fogo no hotel.

No entanto, o longa-metragem tem três finais, na verdade. O original e o que passou para as audiências de teste mostrava o autor morrendo no incêndio e a última cena era Mike preso no quarto 1408, como mais um dos fantasmas. Este fim tornou-se disponível na versão do diretor, lançada como um DVD.

O fim mostrado nos cinemas podia ser de dois tipos: Mike ainda morre, mas a sua esposa lê o manuscrito final do livro e descobre tudo que aconteceu lá dentro.

Ou, que foi o final original quando “1408” saiu, o autor não morre, mas sua esposa duvida dele, o que é resolvido no momento em que os dois escutam os fantasmas no gravador de Mike.


3. O Albergue

Parte de uma obsessão geral com filmes de vingança, “O Albergue” de 2005 conta a história de turistas que, a convite de um homem misterioso, viajam à Eslováquia e se veem envolvidos em uma organização que prende e tortura vítimas. 

No final original, um dos personagens principais, Paxton, vê seu torturador em uma estação de trem, entrando em um banheiro público. Seguindo-o, o protagonista mata o homem que o torturou na Eslováquia. O fim alternativo, no entanto, é mais perturbador.

Ao invés de ter como alvo o seu torturador, Paxton rapta a filha criança do homem e a prende junto com ele em um trem. A filmagem termina com o turista torturado segurando a menina, que está se debatendo, enquanto a locomotiva deixa a estação.


4. A Morte do Demônio

Em 2013, foi lançada uma releitura do clássico de 1981, “A Morte do Demônio”, que retrata um grupo de jovens viajando para uma cabine remota na floresta e descobrindo, no porão, um altar demoníaco.

No final aprovado, Mia, uma das personagens principais, consegue queimar a cabine e fugir da entidade maléfica, sendo resgatada por um motorista que passava pelo lugar. Porém, o alternativo mostra uma cena extra, na qual Mia subitamente acorda e encara a câmera, implicando que ela ainda carrega o demônio.


5. Corra!

Após ter voltado à atenção do público com uma nova lista estes últimos tempos, “Corra!” de 2017 também tem um final diferente do que conhecemos. O filme conta a história de Chris, um jovem negro que vai visitar os pais de sua namorada branca. 

Percebendo que a família inteira tem um costume de hipnotizar e torturar pessoas negras, Chris tenta fugir, matando seus captores. No fim que vemos, o jovem é resgatado pelo seu amigo Rod, em uma viatura de polícia.

No entanto, o outro final de "Corra!" apresentava Chris sendo preso pela viatura que o resgatou e sendo culpado por tudo que aconteceu na casa da família de sua namorada.