Notícias » Ucrânia

‘Alguns’ dos prefeitos raptados pela Rússia foram mortos, diz presidente ucraniano

Volodymyr Zelensky afirmou que alguns dos políticos foram encontrados, mas mortos, enquanto outros ainda não foram localizados

Redação Publicado em 28/03/2022, às 15h01

Volodymyr Zelensky, presidente ucraniano
Volodymyr Zelensky, presidente ucraniano - Getty Images

O presidente ucraniano Volodymyr Zelensky acusou as tropas russas de terem matado alguns dos prefeitos de cidades da Ucrânia sequestrados ao longo do conflito, que completou um mês recentemente.

Em entrevista ao jornal britânico The Economist dada nesta segunda-feira, 28, o líder da Ucrânia não citou números exatos quando mencionou os políticos municipais supostamente mortos pelas forças russas.

"Eles estão raptando os prefeitos das nossas cidades e mataram alguns deles. Alguns não conseguimos ainda encontrar; outros já encontramos, mas estavam mortos. Outros precisaram ser recolocados no lugar deles”, declarou.

Zelensky continuou: “Eles estão fazendo o mesmo que fizeram no Donbass em 2014. As mesmas pessoas fazendo essas operações, é a mesma metodologia".

Nas últimas semanas, dois prefeitos foram libertados pela Ucrânia, sendo estes os de Skadovsk, Oleksandr Yakovlev, e o de Melitopol, Ivan Fedorov. Para que o último fosse solto, as autoridades ucranianas tiveram que fazer uma troca de seis militares russos presos por Fedorov.

Ainda não é possível saber a quantidade exata de líderes municipais raptados pelas tropas de Vladimir Putin. No entanto, como relata o UOL, a mídia ucraniana aponta um número de 14 prefeitos sequestrados desde o começo do conflito.

Durante a entrevista, Zelensky também falou sobre como ele pensa que Putin enxerga a Ucrânia. "Eu não acho que ele visualize na sua cabeça a mesma Ucrânia que a gente vê. Ele vê a Ucrânia como parte do seu mundo, do seu ponto de vista mundial, mas isso não corresponde ao que aconteceu nos últimos 30 anos", opinou.