Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Arqueologia

Antiga loja de vinhos destruída da era romana é descoberta na Grécia

Segundo arqueólogos, a antiga loja de vinhos encontrada na cidade grega de Sicião, no Peloponeso, foi abandonada há 1.600 anos, após uma catástrofe; confira!

Éric Moreira Publicado em 24/01/2024, às 15h01

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Vista frontal de antiga loja de vinhos destruída - Divulgação/Scott Gallimore
Vista frontal de antiga loja de vinhos destruída - Divulgação/Scott Gallimore

Escavações recentes onde no passado existiu a cidade de Sicião, na região do Peloponeso, revelaram uma antiga loja de vinhos destruída e abandonada há 1.600 anos. Segundo os arqueólogos, a razão para seu abandono possivelmente foi um terremoto ou desabamento de um edifício.

Segundo o Live Science, no local, foram encontradas 60 moedas espalhadas pelo chão, além de restos de tampos de mármore e vasos de bronze, vidro e cerâmica. A descoberta ocorreu no extremo norte de um complexo grego que continha uma série de oficinas com fornos e instalações usadas para prensar uvas ou azeitonas, segundo descrito pelos arqueólogos em artigo apresentado na reunião anual do Instituto Arqueológico da América, realizada entre 4 e 7 de janeiro.

+ Novo estudo revela detalhes e sabores complexos de antigos vinhos romanos

Infelizmente, não temos nenhuma evidência direta dos tipos de vinho que podem ter sido vendidos. Temos algumas evidências de sementes de uva (Vitis vinifera), mas não podemos dizer nada mais específico do que isso no momento", conta ao WordsSideKick.com por e-mail o professor associado de arqueologia da Universidade Wilfrid Laurier, no Canadá, e coautor do estudo, Scott Gallimore.

Por fim, também é descrito que, além de vinho, o local também poderia ter vendido outros itens, como azeite. Vale mencionar que a maioria das moedas ali encontradas são datadas do reinado de Constâncio II (que se deu de 337 a 361).

Fragmentos cerâmicos encontrados em antiga loja de vinho / Crédito: Divulgação/Scott Gallimore

Queda da estrutura

Ainda de acordo com Gallimore, aparentemente o abandono da loja de vinhos só aconteceu depois de ela ter sido destruída, após um "acontecimento repentino". Possivelmente, o que aconteceu foi um terremoto ou mesmo um desabamento comum da estrutura.

As moedas foram todas encontradas no chão da [loja], espalhadas pelo espaço. Isso parece indicar que eles estavam sendo mantidos juntos como uma espécie de grupo, seja em um recipiente de cerâmica ou em algum tipo de saco. Quando a [loja] foi destruída, aquele recipiente parece ter caído no chão e espalhado as moedas". acrescenta Gallimore.

+ Egito: Frascos de vinho lacrados com cerca de 5.000 anos são encontrados em tumba real

Até o momento, não há qualquer confirmação sobre o que teria provocado a destruição da loja, podendo ter sido desde um terremoto até um colapso do telhado devido às condições ambintais. Após o acontecimento, "nenhum esforço foi feito para recuperar nada de dentro" da loja de vinhos. Prevê-se que o local tenha sido abandonado no início do século 5.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!