Notícias » Crimes

Após gravar vídeo abusando de criança, babá é condenada na Inglaterra

Paige Poole tinha um cúmplice que patrocinava seus crimes de pedofilia, revelou a polícia britânica

Alana Sousa Publicado em 11/02/2021, às 10h30

Imagem meramente ilustrativa
Imagem meramente ilustrativa - Divulgação/Pixabay

Na última quarta-feira, 10, uma mulher foi condenada na Inglaterra sob a acusação de ter abusado de um bebê de 18 meses, o qual ela era babá. Paige Poole ainda contava com um cúmplice que, supostamente, patrocinaria seus crimes de pedofilia. A informação foi divulgada pelo jornal Daily Star e repercutida pelo portal UOL.

[Colocar ALT]
Mugshot de Paige Poole / Crédito:  Divulgação/Dorset Police

A babá de 29 anos filmava os abusos na casa onde trabalhava e enviava as imagens para Ross Kingsland, um criminoso que ela teria conhecido em um site da internet. Ambos confessaram os crimes, enquanto Poole afirmou ter cometido 20 atos de pedofilia e foi sentenciada a 13 anos de prisão. O homem, de 44 anos, revelou 12 abusos sexuais, sua pena foi de 11 anos.

A vítima, uma menina de apenas 18 meses, não teve sua identidade revelada, assim como seus pais. Em sua declaração de condenação, o juiz David Evans alegou: “A pura verdade é que cada um de vocês é um pedófilo moralmente corrupto e foi uma grande desgraça dos outros que vocês se encontraram”.

Além do crime ocorrido no Reino Unido, a dupla perversa estava planejando estuprar outras crianças futuramente; o plano foi descoberto por mensagens de celular trocadas entre eles.