Notícias » Israel

Após lançamento de foguete pelo Hamas, Israel bombardeia Gaza

“Se querem guerra, terão guerra”, disse o presidente israelense durante uma visita aos bombeiros na zona de fronteira

Fabio Previdelli Publicado em 19/08/2020, às 14h27

Imagem do bombardeio em Gaza
Imagem do bombardeio em Gaza - Divulgação/ YouTube/ News18 Urdu

Na noite de ontem, 18, aviões israelenses bombardearam a Faixa de Gaza como forma de represália pelo lançamento de um foguete que partiu do território palestino e tinha como destino o sul do Estado hebreu. As informações foram divulgadas pela AFP.

Os bombardeios aconteceram justamente após o presidente israelense advertir o Hamas — que governa Gaza —, afirmando que poderia provocar uma “guerra” caso o lançamento de balões incendiários não fosse interrompido.

Como forma de revide ao lançamento de foguetes e balões incendiários a partir de Gaza — o que já provocou mais de 100 incêndios do outro lado da fronteira —, Israel tem usado, há cerca de duas semanas, bombardeios contra os palestinos, além de endurecer o bloqueio contra o território vizinho.

De acordo com bombeiros locais, os balões incendiários provocaram 40 focos de incêndio na terça-feira no sul de israel. A resposta com bombardeios de "jatos de combate e outros aviões" aconteceu pouco antes da meia-noite.

"O terrorismo que recorre a foguetes e balões é uma forma de terrorismo como qualquer outro", declarou Reuven Rivlin, presidente israelense, durante uma visita aos bombeiros na zona de fronteira. "O Hamas deveria saber que isto não é um jogo. Chegará o momento em que terão que decidir... Se querem guerra, terão guerra", completou.