Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Ferramentas antigas

Arqueólogos encontram antigas ferramentas em caverna no México

As ferramentas pertenciam a sociedades de caçadores-coletores que se estabeleceram em Querétaro por volta de 7.000 a.C.

por Giovanna Gomes

ggomes@caras.com.br

Publicado em 29/01/2024, às 08h53

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Artefatos foram encontrados em caverna - Divulgação/INAH
Artefatos foram encontrados em caverna - Divulgação/INAH

Antigos conjuntos de ferramentas de caça foram recuperados por arqueólogos do Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH) na Cueva del Tesoro, conhecida como a "Caverna do Tesouro", localizada em Cadereyta de Montes, Querétaro, México.

De acordo com um comunicado de imprensa do INAH, os arqueólogos foram alertados sobre a descoberta pela Associação de Espeleólogos de Querétaro.

Segundo infomações do portal Heritage Daily, estão entre as ferramentas um atlatl (uma uma alavanca de lançamento de lança, a qual aumentava significativamente o alcance e a velocidade dos projéteis), além de dardos de madeira e troncos modificados, provavelmente utilizados como ferramentas multifuncionais. A datação preliminar sugere que esses artefatos remontam ao século 1 d.C.

Sociedades de caçadores-coletores

Segundo os pesquisadores, as ferramentas pertenciam a sociedades de caçadores-coletores que se estabeleceram na região por volta de 7.000 a.C.

Nessa época, grupos nômades migraram para as regiões semidesérticas de Querétaro e Guanajuato, como evidenciado pela arte rupestre abundante e pela descoberta de artefatos pré-históricos em sistemas de cavernas vizinhos.

Ao longo do tempo, alguns desses grupos fizeram a transição para estilos de vida agrícolas mais estáveis, enquanto outros continuaram suas práticas tradicionais até épocas mais recentes.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!