Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Descoberta

Árvore rara com folhas de 350 milhões de anos é encontrada no Canadá

A árvore que parece ter saído de um filme de fantasia com suas características peculiares foi encontrada em New Brunswick com uma preservação perfeita

Isabelly de Lima Publicado em 05/02/2024, às 09h46

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Ilustração da árvore Sanfordia densifolia, encontrada no Canadá - Divulgação / Tim Stonesifer
Ilustração da árvore Sanfordia densifolia, encontrada no Canadá - Divulgação / Tim Stonesifer

Uma descoberta notável no mundo da paleontologia evidenciou uma árvore primitiva que desafia as expectativas e oferece uma visão fascinante da evolução das florestas. A Sanfordia densifolia, com cerca de 350 milhões de anos, exibe características únicas, destacando-se pela preservação excepcional, permitindo uma compreensão detalhada de sua estrutura.

O estudo coordenado por Robert Gastaldo, do Departamento de Geologia do Colby College nos EUA, apresenta a nova espécie arbórea na revista especializada Current Biology. Descobertos na região canadense de New Brunswick, os fósseis oferecem uma visão rara de uma árvore da época, cujo parentesco com outras plantas ainda intriga os pesquisadores.

A Sanfordia densifolia, descrita como uma árvore de tronco fino e reto, destaca-se por folhas longas, alcançando quase 3 metros de comprimento. A excepcional preservação revela detalhes impressionantes sobre a estrutura e o arranjo das folhas ao redor do tronco, segundo o portal O Globo.

A maneira como essa árvore produzia folhas imensamente longas em volta de seu tronco magricela, bem como o enorme número dessas folhas num tronco relativamente curto, é impressionante", informou Gastaldo em comunicado oficial. Estima-se que, em vida, a planta media cerca de 3 metros de altura e possuía um tronco com 16 centímetros de diâmetro, enquanto suas folhas podiam atingir um diâmetro de pelo menos 5,5 metros.

Preservação rara

A notável sorte na preservação dessas estruturas vegetais é atribuída ao ambiente em que as árvores cresceram. À beira de um lago, foram rapidamente soterradas por terremotos, passando pelo processo de fossilização antes de iniciar a decomposição. Este processo contribuiu para a formação de carvão mineral, indicando a época geológica do Carbonífero.

Ao analisar a Sanfordia densifolia, os pesquisadores sugerem que ela pode ter sido a primeira espécie arbórea a formar o chamado sub-bosque. Num período de competição entre diferentes grupos de plantas pela luz solar e recursos do solo, a árvore desenvolveu adaptações únicas, contribuindo para a complexidade estrutural que caracteriza as florestas modernas.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!