Notícias » Crimes

Assistente de saúde é presa após usar cartão de vítima de Covid-19

Na Inglaterra, Ayesha Basharat foi condenada por roubo e fraude ao realizar diversas compras com a conta da paciente idosa

Pamela Malva Publicado em 10/06/2021, às 14h00

Imagens da câmera de segurança do hospital
Imagens da câmera de segurança do hospital - Divulgação/ SkyNews/ Polícia de West Midlands

No dia 24 de janeiro, uma paciente de 83 anos faleceu em decorrência do Coronavírus no Hospital Heartlands, em Birmingham, na Inglaterra. Para a surpresa de sua família, contudo, o cartão de crédito da idosa continuou sendo utilizado para diversas compras.

Acontece que, segundo o UOL, Ayesha Basharat, uma assistente de saúde da ala de Covid-19 da enfermaria, usou o cartão da paciente para comprar doces, salgadinhos e refrigerantes nas máquinas automáticas do hospital. Flagrada pelas câmeras de segurança, ela foi detida no dia 28 de janeiro e, agora, foi condenada por roubo e fraude.

De acordo com os investigadores, o sistema de segurança do hospital mostra que a assistente de 23 anos fez as primeiras seis compras apenas 17 minutos depois da morte da paciente. Em seguida, ela gastou mais uma libra no final do mesmo dia.

Mais tarde, no dia 28, a jovem assistente tentou usar o cartão novamente, mas não teve sucesso, visto que a família da idosa já havia cancelado a forma de pagamento. Ayeshafoi presa naquela mesma tarde, enquanto ainda tinha o cartão consigo.

Aos oficiais, ela afirmou que teria encontrado cartão no chão e, assim, o “confundiu” com seu próprio cartão. Durante a audiência realizada na última quarta-feira, 09, contudo, os advogados de acusação compararam ambos os cartões e constataram que eles tinham cores completamente diferentes, o que dificultaria a suposta confusão.

Sem saída, Ayesha acabou admitindo o roubo. Assim, segundo decisão do tribunal de Birmingham, ela foi condenada a duas penas de prisão, de cinco meses cada. O Hospital Heartlands, por sua vez, afirmou que a assistente será suspensa por 18 meses.