Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / James Bond

Atriz que fez 'Bond Girl' diz que tinha 16 anos quando foi obrigada a fazer cena de topless

Em entrevista, Sophie Marceau falou sobre o perturbador episódio

Redação Publicado em 14/06/2022, às 19h52 - Atualizado às 22h46

Cena da atriz em '007' - Divulgação/Vídeo
Cena da atriz em '007' - Divulgação/Vídeo

A atriz Sophie Marceau, conhecida por interpretar a 'Bond Girl' Elektra King de 007 - O Mundo não é o Bastante, comentou em entrevista ao jornal inglês 'The Telegraph' que  diretores à obrigaram a fazer cenas de topless quando ela tinha apenas 16 anos.

Hoje, com 55 anos, a atriz Sophie Marceau revelou que se traumatizou com o pedido de um diretor de elenco que exigiu que ela, com apenas 16 anos, tirasse sua camisa para fazer uma cena sexy. Ela contou que os diretores tinham por volta 50 e 60 anos.

"Eu sofria, pois, na época, os quando diretores de elenco, com 50 ou 60 anos, me pediam para tirar a camisa 'já que era uma cena sexy'", disse ela ao 'The Telegraph'.

Sophie Marceau não revelou os nomes dos diretores e confessou que não sabia como agir diante dessas situações e que era evidente que eles se aproveitavam das atrizes jovens.

"Você não pode usar da sua idade ou da sua função para pedir para uma jovem tirar a roupa. Eu sabia que era errado, mas, em vários momentos, fiquei sem saber como agir. Eu era uma atriz e queria bons papéis, mas era nítido como eles estavam se aproveitando de meninas", contou.

Divulgação/Youtube/James Bond 007

Traumas

A 'Bond Girl', que começou a atuar ainda criança, contou também à entrevista, que essas situações resultaram em traumas em sua vida profissional. Ela revelou que para manter a segurança, é necessário isolar-se.

Quando você fica famosa tão jovem, você se protege criando uma redoma de vidro. O preço que você paga pela segurança é o isolamento. Hoje, vejo isso no olhar de vários famosos. Quanto mais famosos, mais solitários eles são", disse ela.