Notícias » Saúde

Boris Johnson defende vacina da AstraZeneca: "Segura e funciona extremamente bem"

O primeiro-ministro do Reino Unido relata que o imunizante britânico é logisticamente viável e aguarda investigação da OMS

Wallacy Ferrari, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 16/03/2021, às 09h28

Boris Johnson usa máscara e levanta as mãos
Boris Johnson usa máscara e levanta as mãos - Getty Images

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, afirmou na manhã desta terça-feira, 16, que a vacina desenvolvida pela farmacêutica britânica AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford deve ser considerada “segura” após as suspeitas que resultaram na interrupção da aplicação em 17 países da União Europeia, como informou o portal UOL.

O chefe de estado escreveu uma carta ao jornal britânico The Times afirmando quea vacina não apenas “é segura e funciona extremamente bem”, como seus fatores logísticos são favoráveis em meio a pandemia, destacando que a mesma é "relativamente fácil de distribuir" e "fornecida a preço de custo” aos cidadãos.

O imunizante da AstraZeneca tem sido alvo de uma suspensão em diversos países após a detecção de casos onde recém-vacinados sofreram com coagulação no sangue. Agora, a Organização Mundial da Saúde monitora a situação para confirmar se há relação do antídoto com os sintomas apresentados por cerca de dez pessoas na Europa.

Em dados divulgados pela BBC, mais de 24 milhões de cidadãos foram vacinados no Reino Unido, com a campanha nacional sendo feita com o imunizante da AstraZeneca e com a da Pfizer em parceria com a BioNTech.