Notícias » Europa

Canal da Mancha: Papa Francisco pede que líderes respeitem a humanidade de migrantes

Papa se manifestou sobre o naufrágio que causou a morte de 27 migrantes na última quinta-feira, 25

Paola Orlovas, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 29/11/2021, às 15h01

Papa Francisco em 2015
Papa Francisco em 2015 - Getty Images

O papa Francisco pediu, no último domingo, 28, que líderes passassem a respeitar a humanidade de migrantes e que fizessem esforço para ajudá-los. 

O apelo foi feito após um naufrágio no Canal da Mancha, localizado entre o Reino Unido e a França, que deixou 27 migrantes mortos. As informações são da Reuters.

A fala foi feita durante sua mensagem de domingo, que é ouvida por diversos milhares de pessoas na Praça de São Pedro, no Vaticano. Nela, o pontífice destacou outros conflitos que tomam as vidas de migrantes:

"Sinto dor quando ouço notícias da situação em que se encontram tantos, os que morreram no Canal da Mancha, os da fronteira com Belarus, muitos dos quais são crianças, os que se afogam no Mediterrâneo", disse ele. 

O papa também pediu que considerassem as situações pelas quais os migrantes passam:

“Vamos pensar em quantos migrantes estão expostos nestes dias a perigos muito graves e quantos perdem a vida em nossas fronteiras”, destacou.