Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Europa

Católicos italianos pedem que Igreja investigue abusos no país

Entidades católicas fizeram pedido depois de investigações serem organizadas em outros países

Paola Orlovas, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 16/02/2022, às 15h59

Imagem ilustrativa - Pixabay
Imagem ilustrativa - Pixabay

Entidades e organizações católicas italianas se juntaram para lançar um manifesto pedindo para que a Igreja investigue abusos sexuais ocorridos dentro do país em moldes parecidos com as investigações que ocorrem hoje em outros países da Europa, como na França, em Portugal e na Alemanha. 

O grupo, que adotou o nome de Coordenação das Associações contra os Abusos na Igreja Católica na Itália, lançou uma hashtag, #ItalyChurchToo, usando a do movimento americano #MeToo como referência. As informações são da Ansa.

Em seu manifesto, a Coordenação das Associações contra os Abusos na Igreja Católica na Itália advogou pela criação de um comitê que investiga os abusos de forma independente: 

Pedimos que a Conferência Episcopal Italiana confie, o quanto antes, uma investigação com profissionais independentes, com métodos de qualidade e de quantidade que abram os arquivos de todas as dioceses e de todos os monastérios. Uma investigação que se concentre exclusivamente sobre os abusos e que enfrente o nó crítico da falta da falta de imparcialidade nos centros de escuta institucionais em nível diocesano”, diz o documento.

O comunicado foi assinado pelo Osservatorio Interreligioso sulle Violenze contro le Donne, Donne per la Chiesa, Voices Of Faith, Rete L’Abuso, Adista ,Comité de la Jupe, Comitato Vittime e Famiglie e Noi siamo Chiesa, que apoiam a indenização das vítimas e uma operação “sem sombras e sem descontos”.