Notícias » Chile

Chile dá início à imunização contra a Covid-19 em profissionais da educação

O país da América do Sul tem uma meta específica

Penélope Coelho Publicado em 16/02/2021, às 09h56

Imagem meramente ilustrativa de vacinas
Imagem meramente ilustrativa de vacinas - Divulgação/Pixabay

De acordo com informações da agência de notícias AFP, divulgadas na manhã desta terça-feira, 16, pelo G1, no Chile a campanha de vacinação contra a Covid-19 está voltada para os professores e profissionais da educação.

Segundo revelado na publicação, a distribuição do imunizante contra o novo coronavírus já começou a ser realizado para pessoas que fazem parte do grupo citado acima. Sabe-se que a meta do governo chileno é que as aulas presenciais retornem já no mês que vem.

"Com o início desse processo queremos dar segurança aos professores, pais e também às crianças para que possam voltar às aulas em março de forma voluntária e segura", disse o ministro da Saúde do Chile, Enrique Paris.

A previsão é que 514 mil funcionários da educação sejam vacinados. Entre eles: professores, diretores, pessoas que trabalham na administração, entre outros.

A imunização desse grupo só iria acontecer no final de fevereiro, mas, houve antecipação para a preparação da volta às aulas.

O país latino-americano tem uma população de 19 milhões de habitantes e até o momento já vacinou mais de 2 milhões.

De acordo com o governo do Chile, o objetivo do país é que 5 milhões de pessoas consideradas de risco em meio a pandemia, recebem o imunizante até 30 de março.  E que, além disso, mais 10 milhões tomem a vacina até 30 de junho no país.