Notícias » Bizarro

Novos boatos sobre ataque de chupa-cabra causa terror em escolas no México

De acordo com o prefeito de Valle de Bravo, o animal que matou um taxista é descrito como carnívoro e perigoso, levando ao cancelamento das aulas

Wallacy Ferrari Publicado em 05/03/2020, às 08h00 - Atualizado às 08h19

Figura do Chupa Cabra desenhada em uma parede
Figura do Chupa Cabra desenhada em uma parede - Divulgação/Michael Snipes

Uma lenda que ficou popular no Brasil durante os anos 90 após ser apresentada pelo Gugu Liberato nas tardes de domingo ressurgiu após uma morte misteriosa no México. Com ferimentos graves e com sua vestimenta completamente despedaçada, um taxista de 54 anos foi encontrado no dia 1º de março.

Maurício Osorio Dominguéz, prefeito de Valle de Bravo, no Estado do México, informou que as características do ataque levam as autoridades a acreditar na hipótese de uma ação animal, descrito como carnívoro e perigoso. Rapidamente, o perfil da criatura descrita foi associado ao fenômeno do chupa-cabra pela imprensa local, causando pânico nos habitantes da região.

Outra possibilidade levantada pela investigação é de que o ataque foi causado por um leão, que supostamente escapou de um rancho próximo. Em ambas as hipóteses, a descrição do ataque pode causar algum risco aos moradores locais e, por precaução, o prefeito ordenou a suspensão das aulas até a resolução do caso.

A lenda do chupa-cabra já havia se tornado nacionalmente popular em 1996, quando casos de ataques de uma criatura estranha que sugava o sangue de galinhas, ovelhas e cabras se tornaram amplamente divulgados pela mídia mexicana. O pavor foi tamanho que, na época, os municípios chegaram a formar esquadrões para a caça de chupa-cabras.