Notícias » Donald Trump

Coletiva de Trump é interrompida por tiroteio do lado de fora da Casa Branca

Presidente foi retirado da sala de imprensa no meio de entrevista e agentes do Serviço Secreto foram acionados

Giovanna de Matteo Publicado em 11/08/2020, às 12h00

Serviço Secreto da Casa Branca
Serviço Secreto da Casa Branca - pixabay

A coletiva de imprensa do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi interrompida nesta segunda-feira, 10, após terem sido ouvidos tiros do lado de fora do local. Segundo o governo, a Casa Branca não foi invadida.

O Serviço Secreto, responsável pela segurança do líder estadunidense, divulgou que um agente de segurança envolvido no tiroteio e um homem, considerado suspeito de começar o tiroteio, foram levados para o hospital. Não houve detalhes sobre o estado de saúde de ambos, porém foi confirmado que uma pessoa ficou ferida.

Trump discursava sobre o coronavírus, quando um agente entrou na sala de surpresa e avisou sobre o incidente. Em seguida, o presidente foi retirado por um agente e a sala de imprensa foi trancada — para segurança dos jornalistas.

Testemunhas dizem ter visto agentes do Serviço Secreto pelo jardim da Casa Branca com armas em mãos. Os jornalistas só foram informados do ocorrido após o presidente voltar a sala e comunicar o acontecido.

"Foi um tiroteio fora da Casa Branca ... Gostaria de agradecer ao Serviço Secreto por fazer seu trabalho sempre rápido e muito eficaz ... Alguém foi levado para o hospital... Foi o suspeito que foi baleado", informou.