Notícias » Estados Unidos

Filha de Trump pediu ao pai que interviesse no ataque ao Capitólio

A informação foi divulgada pelo comitê que investiga o episódio ocorrido em 6 de janeiro do ano passado

Redação Publicado em 03/01/2022, às 10h50

Apoiadores de Trump durante invasão ao Capitólio
Apoiadores de Trump durante invasão ao Capitólio - Getty Images

Membros do comitê responsável pelas investigações do ataque ao Capitólio, ocorrido há quase um ano, divulgaram uma nova informação sobre o caso no último domingo, 2.

Conforme declarou a deputada e vice-presidente da organização, Liz Cheney, à ABC News a filha do ex-presidente Donald Trump, Ivanka, teria pedido que o republicano interviesse no ataque. Ela atuava, na época, coma conselheira sênior do pai. As informações são do portal CNN.

“Conhecemos sua filha — temos testemunho em primeira mão de que sua filha Ivanka foi pelo menos duas vezes pedir-lhe: ‘por favor, pare com essa violência'”, afirmou Cheney. O presidente do comitê, Bennie Thompson, comentou sobre o caso durante entrevista à CNN, também realizada no último domingo.

“Temos um testemunho significativo que nos leva a acreditar que a Casa Branca foi informada para fazer algo. Queremos verificar tudo para que quando produzirmos nosso relatório e quando tivermos as audiências, o público tenha a oportunidade de ver por si só”, disse ele na ocasião.

"A única coisa que posso dizer é que é muito incomum que alguém encarregado de qualquer coisa observe o que está acontecendo e não faça nada”, acrescentou Thompson.