Notícias » Canadá

Covid-19: Quebec irá cobrar impostos de não vacinados

‘Representam um fardo financeiro para todos’, disse o primeiro-ministro da província canadense

Penélope Coelho Publicado em 12/01/2022, às 09h54 - Atualizado às 09h56

Quebec em meio à pandemia
Quebec em meio à pandemia - Getty Images

Na última terça-feira, 11, a província canadense do Quebec anunciou novas medidas em meio ao aumento de casos de Covid-19, com a propagação da nova variante do vírus, ômicron.

Segundo as autoridades locais, nas próximas semanas entrará em vigor a cobrança de um imposto sanitário, para aqueles que não se vacinaram contra o novo coronavírus. Ainda não foi informado o valor da taxa. 

O primeiro-ministro do Quebec, François Legault, justificou a decisão em comunicado. As informações são do jornal O Globo:

Estamos trabalhando em uma contribuição de saúde para todos os adultos que se recusam a ser vacinados, pois eles representam um fardo financeiro para todos os quebequenses”.

Na região, cerca de 10% da população ainda não recebeu pelo menos uma dose do imunizante, para Legault, os não vacinados não deveriam “prejudicar” os 90% que já foram imunizados.

Não cabe a todos os quebequenses pagar por isso [...] Sinto certo descontentamento com a minoria não vacinada que, considerando tudo, obstrui nossos hospitais” disse o primeiro-ministro.

Segundo revelado na reportagem, atualmente o Quebec — província com cerca de 8 milhões de habitantes — conta com 2.742 mil pessoas hospitalizadas com Covid-19 e de 255 pessoas terapia intensiva.