Notícias » Itália

Criminosos aproveitam funeral para invadir casa onde vivia Paolo Rossi

O ex-campeão pela Seleção Italiana faleceu no último dia 9, mas teve itens pessoais saqueados no momento de sua despedida

Wallacy Ferrari Publicado em 14/12/2020, às 11h16

Paolo, de azul, driblando alemães na final da Copa do Mundo de 1982
Paolo, de azul, driblando alemães na final da Copa do Mundo de 1982 - Getty Images

Enquanto ocorria a cerimônia funerária do ex-jogador de futebol italiano Paolo Rossi no último sábado, 12, uma quadrilha invadiu a residência da família onde o ídolo morava, aproveitando a ausência de parentes durante a despedida final, como informa a agência italiana AGI.

A rápida ação ocorreu em Bucine, sudoeste de Florença, enquanto o velório era realizado na cidade de Vicenza, a 310 quilômetros ao norte da casa.

O furto só foi notado quando a viúva Federica voltou a residência e notou arrombamentos e itens espalhados pelos cômodos. Os ladrões levaram uma coleção de relógios e menos de 200 euros.

“Nem tenho forças para encontrar palavras. Não basta a morte do Paolo, o estresse desses dias, a dor da família. Tinham de manchar o dia em que a Itália chorava. Este gesto me espanta”, disse a ex-companheira. O jogador morava em uma colina e se dedicava ao agroturismo, administrando uma fazenda orgânica.

Paolo foi campeão da Copa do Mundo de 1982 pela Itália e morreu aos 64 anos de idade após a descoberta de um câncer de pulmão, enquanto fazia exames durante a pandemia.

Em decorrência da perda, todos os atletas inscritos no Campeonato Italiano de Futebol entraram em campo com uma braçadeira preta.