Notícias » Crimes

Denúncias de apologia ao nazismo aumentaram 900% nos últimos dez anos, aponta PF

Os registros de Segurança Pública apontam um disparo no número de casos a partir de 2018

Wallacy Ferrari, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 26/10/2021, às 14h08

Imagem meramente ilustrativa
Imagem meramente ilustrativa - Imagem de OpenClipart-Vectors por Pixabay

A Polícia Federal divulgou, na última quinta-feira, 21, números atualizados sobre denúncias de crimes de apologia ao nazismo no Brasil, apontando que, nos últimos dez anos, o número de casos aumentou em 900%, subindo de 11, em 2011, para 110, em 2020.

Ao longo de todo o período, 282 inquéritos foram instaurados para apurar os registros. Os dados parciais de 2021 também revelam 51 novos casos, que somados aos confirmados na estimativa dos últimos dez anos, totalizam 333 denúncias de apologia ao nazismo.

A partir de 2018, os registros dispararam, passando de 20 para mais de 100 casos por ano, como apurou o portal da CNN Brasil. O estado com maior número de casos é São Paulo, com 77 inquéritos abertos desde 2011, seguido do Rio de Janeiro e Paraná.

Três estados, no entanto, não tiveram um registro sequer durante o mesmo período, sendo eles o Tocantins, Roraima e Mato Grosso do Sul. A estimativa é acessível pelas Secretarias Estaduais de Segurança Pública, obtidos via Lei de Acesso à Informação (LAI).