Notícias » Entretenimento

Documentário sobre vida de vaca leiteira estreia em Cannes

A inusitada produção tem o objetivo de acompanhar o dia a dia de uma fazenda de gado sob o ponto de vista da vaquinha Luma

Pamela Malva Publicado em 21/07/2021, às 17h00

Cena do inusitado documentário 'Cow'
Cena do inusitado documentário 'Cow' - Divulgação/ Vídeo/ The Playlist

Durante oito anos, a cineasta britânica Andrea Arnold acompanhou a vida da vaca Luma em uma fazenda de gado. As muitas filmagens foram reunidas no documentário ‘Cow’, que agora faz parte da programação de estreia do exclusivo Festival de Cannes.

Segundo a revista Galileu, a produção acompanha o dia a dia da vaca leiteira, enquanto revela a rotina cansativa pela qual Luma passa para conseguir produzir o grande volume de leite que a fazenda exige dela. O documentário, inclusive, mostra que a vaquinha tem uma inflamação nas mamas e um número em seu pescoço, o registro 201699.

“Normalmente, vemos as vacas como um rebanho. Eu queria ver uma vaca como um indivíduo”, explicou a diretora, durante a estreia do festival internacional. “A ideia foi fazer com que as pessoas se envolvessem com uma consciência não humana.”

Tendo crescido em uma fazenda, cercada de animais, Andrea, que já ganhou um Oscar em 2005 pelo curta-metragem Wasp, acredita que “nós crescemos com uma ideia bem romantizada da natureza”. Foi essa ideia que ela quis quebrar com o documentário.

Nós temos livros de histórias e pinturas fantásticas, mas [o filme] foi uma tentativa de fazer o público se engajar com algo que estamos acostumados a ver de longe, e meio que pular dentro dessa pintura”, narrou a cineasta britânica. “Eu queria ver e mostrar como a realidade [de uma fazenda de gado] é.”

O objetivo se repete na sinopse do documentário, que afirma que a produção procura revelar "a beleza e os desafios" da rotina das vacas leiteiras. "Não de uma forma romântica, mas de uma forma real. É um filme sobre a realidade de uma vaca leiteira e um reconhecimento por seu grande serviço para nós", finaliza a descrição.