Notícias » Estados Unidos

Elon Musk enviará maconha para o espaço

Após sucesso com missão que enviou suprimentos para Estação Espacial Internacional, a SpaceX planeja levar, entre outras coisas, cultivos de café e de maconha

Fabio Previdelli Publicado em 12/12/2019, às 15h35

Elon Musk durante sua polêmica participação em um podcast
Elon Musk durante sua polêmica participação em um podcast - Divulgação

No último domingo, 8, a cápsula espacial Dragon da SpaceX, empresa de Elon Musk, desembarcou com sucesso na Estação Espacial Internacional, a ISS. A missão transportou quase três toneladas de carga que incluíam desde suprimentos até experimentos científicos, como um grupo de ratos geneticamente modificados.

Depois do sucesso da operação, a empresa já se prepara para mais uma missão de reabastecimento que está planejada para março do ano que vem. Apesar da próxima viagem não transportar nenhum animal modificado, as polêmicas não param por aí: tudo por que a próxima cápsula da Dragon transportará cultivos de café e de maconha.

O plano foi anunciado pela empresa agro-tecnológica Front Range Biosciences. Apesar de parecer controverso, o projeto enviará cultivos da planta de cânhamo — uma variedade legal da maconha que contém níveis menores de THC.

A ideia é que as plantas permaneçam em uma incubadora da ISS pelo período de um mês. Nesse tempo, a BioServe Space Tecnologies, empresa parceira do projeto Front Range, será responsável por monitorar as amostras remotamente da Universidade do Colorado, em Boulder. Espera-se que, no total, mais de 480 culturas de células vegetais sejam lançadas.

Após o período, as plantas retornarão a Terra, onde passarão por mais estudos. A Front Range observará que efeito, se de fato existir, a radiação espacial e a microgravidade terão na expressão genética do cânhamo e do café.

Sobre o experimento, o CEO da Front Range,  Jonathan Vaught, declarou: "Há ciência para apoiar a teoria de que as plantas no espaço sofrem mutações. Esta é uma oportunidade para ver se essas mutações se sustentam uma vez trazidas de volta à Terra e se há novas aplicações comerciais".


+Sobre o cânhamo

Apesar de ser uma variação da cannabis, o cânhamo é usado em fins industriais. A planta pode ser refinada e transformada em vários itens, como papéis, roupas, plásticos biodegradáveis e até mesmo ração animal. Por possuir baixa concentração de THC e índices maiores de canabidiol, CBD, o vegetal possui pouco, ou nenhum, efeito psicoativo.