Notícias » Arqueologia

Em Israel, restos de banquete Helenístico são encontrados em lixeira de 2,2 mil anos

Segundo os arqueólogos, a descoberta revelou novos dados sobre o cotidiano e a dieta dos colonos gregos da época

Pamela Malva Publicado em 19/05/2020, às 13h27

Sobrevoo do assentamento de Tel Bet Yerah
Sobrevoo do assentamento de Tel Bet Yerah - Divulgação

Enquanto exploravam o solo de Tel Bet Yerah, em Israel, arqueólogos da Universidade de Tel Aviv descobriram restos de um banquete do período Helenístico. Datadas de 2,2 mil anos atrás, as sobras foram encontradas em um poço que funcionava como lixeira.

Segundo os cientistas, o achado pode ajudar a compreender ainda mais a dieta e o cotidiano dos colonos gregos da época. Nesse sentido, a variedade dos alimentos e objetos encontrados sugere que tudo foi consumido em um pequeno evento ou jantar.

Entre os itens descartados, os arqueólogos identificaram pedaços de cerâmica, talheres e lenha carbonizada. Além deles, uma grande quantidade de conchas de caracóis, ossos de porco e de gazela foram reconhecidos.

Para os especialistas, tais alimentos indicam que a dieta helenística era bastante diferente da dos judeus, por exemplo. Resta saber, portanto, se o assentamento era povoado apenas por gregos ou também por uma sociedade judaica.