Notícias » Brasil

Em Pernambuco, nasce bezerro de duas cabeças

O filhote sofre de uma malformação rara chamada "duplicação craniofacial"

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 08/03/2021, às 14h31

Fotografia do bezerro
Fotografia do bezerro - Divulgação

Nesta segunda-feira, 8, a cidade pernambucana de Surubim viu o nascimento de um bezerro com uma malformação rara: o animal veio ao mundo com duas cabeças. O caso foi divulgado pelo jornal Diário de Pernambuco e repercutido pelo site MSN. 

Segundo o professor Fábio Mendonça, que foi visitar o bezerro para avaliá-lo e aconselhar os proprietários em relação ao que fazer daqui em diante, o nome da condição é “diprosopia”, ou “duplicação craniofacial”, e ela é considerada uma das malformações possíveis - embora seja mais incomum comparada à outras - em nascimentos de gêmeos siameses

“A incidência da diprosopia é maior nos bovinos em relação às outras espécies domésticas”, informou ainda o especialista, que completou dizendo que: “O animal está bem por enquanto. Mas não há garantia que irá sobreviver muito tempo”. 

Atualmente, o bezerro não consegue se alimentar sozinho, necessitando que seus donos usem uma mamadeira. 

Vale dizer ainda que a duplicação craniofacial é resultado de uma série de fatores, que incluem não apenas defeitos nos genes, mas também hereditariedade e influências ambientais.