Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Inglaterra

Erro em email pode fazer com que idosa italiana seja expulsa da Inglaterra

A mulher de 74 anos foi para a Inglaterra quando ainda era criança — mas agora, um erro no email pode causar sua expulsão do país; entenda o caso!

Redação Publicado em 09/12/2023, às 09h11

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Imagem ilustrativa da cidade de Londres com bandeiras da Inglaterra - Foto de butti_s, via Pixabay
Imagem ilustrativa da cidade de Londres com bandeiras da Inglaterra - Foto de butti_s, via Pixabay

Leonarda Zarcone, uma idosa italiana de 74 anos, enfrenta a possibilidade de ser expulsa do Reino Unido após não responder a um email crucial enviado pelo Ministério do Interior sobre seu status de imigração. A situação delicada surgiu depois que ela e sua família, que se estabeleceram no país quando ela era criança, solicitaram o estatuto de residente permanente devido às mudanças decorrentes da saída do Reino Unido da União Europeia em 2020.

Embora tenham recebido a autorização do Ministério do Interior, a família perdeu o prazo de inscrição ao não responder a um email que solicitava mais informações, pois a mensagem foi erroneamente encaminhada para o lixo eletrônico. O email solicitava a comprovação de que Zarcone viveu continuamente no Reino Unido por cinco anos.

Como consequência do descuido, a idosa recebeu recentemente uma carta ordenando sua expulsão. Caso se recuse, Zarcone enfrenta a possibilidade de processo ou deportação forçada. A notícia deixou a idosa em estado de choque, especialmente por toda sua família e raízes estarem no Reino Unido: "Quando abri a carta foi o choque da minha vida. Toda a minha família e minhas raízes estão aqui. É realmente assustador. Não tenho para onde ir", lamentou.

Carimbo expirado

A situação se agravou quando Zarcone, ao retornar de um casamento de família na França em setembro, foi abordada por um oficial de imigração e recebeu um carimbo de visitante com validade de 28 dias, que já expirou. Ela agora se considera uma "imigrante ilegal" devido ao email extraviado.

Agora sou uma imigrante ilegal, e tudo por um email enviado para minha pasta de lixo eletrônico. Eu não sou muito boa com computadores. Tenho vontade de chorar em pensar que serei mandada embora deste país e de minha família por causa disso".

Enquanto o filho de Zarcone,David Brunetto, e seu marido foram aprovados como residentes permanentes, a situação dela permanece incerta. O Ministério do Interior afirmou que os pedidos de cidadania são "cuidadosamente considerados", baseados em méritos individuais e de acordo com as regras de imigração.

Segundo o Uol, a pasta ainda acrescentou que eles oferecem um amplo suporte aos candidatos, incluindo aqueles considerados vulneráveis.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!