Notícias » Reino Unido

Estátua de Winston Churchill é vandalizada em intervenção antirracista em Londres

Boris Johnson comentou o ato contra o monumento do primeiro-ministro

André Nogueira Publicado em 08/06/2020, às 12h09

Winston Churchill
Winston Churchill - Divulgação

Durante as manifestações antirracistas que tomaram Londres (Reino Unido) no último domingo, 7, um grupo de ativistas pichou uma estátua em homenagem ao ex-primeiro-ministro do país, Winston Churchill, apagando seu nome e escrevendo no lugar as palavras “was a racist” (“era um racista”). Na mesma ocasião, protestos confrontaram com violência a polícia.

A intervenção faz referência à atuação do ministro durante seu governo, que foi responsável por uma série de revezes contra populações africanas e, principalmente, indianas — como a Grande Fome dos anos 1940 —, que eram tratadas como inferiores pelo Reino Unido. O ato contra a estátua do ministro viralizou nas redes sociais, ao lado da queda do monumento a Edward Colston, em Bristol, e Leopoldo II, na Bélgica.

O primeiro ministro atual, Boris Johnson, disse nas redes sociais que os confrontos dos manifestantes "são uma traição à causa que pretendem servir". Além disso, reforçou que "os responsáveis ​​serão responsabilizados". 

Segundo a comissária da polícia metropolitana da capital inglesa, a maioria dos protestos do domingo foi pacífica, mas 14 policiais saíram feridos das ruas.