Notícias » Segunda Guerra

Estudo afirma que Hitler poderia ter derrotado o Reino Unido durante a Batalha da Grã-Bretanha

De acordo com a recente pesquisa, a derrota alemã se deu por causa de táticas fracassadas das tropas da SS

Daniela Bazi Publicado em 13/01/2020, às 14h08

Aviões nazistas utilizados no filme Battle of Britain, em 1968
Aviões nazistas utilizados no filme Battle of Britain, em 1968 - Getty Images

Um recente estudo feito por pesquisadores matemáticos da Universidade de York, confirmou a antiga crença de que os nazistas poderiam ter vencido facilmente a Batalha da Grã-Bretanha se não fosse por uma tática fracassada.

A pesquisa foi realizada através de um modelo de computador chamado bootstrapping ponderado, que usou uma técnica estatística capaz de identificar dois grandes erros do comandante do exército nazista Hermann Goering, durante a batalha de 1940, que terminou com a vitória da Grã-Bretanha.

O primeiro erro foi não ter realizado um ataque imediato após o primeiro-ministro britânico Winston Churchill discutir sobre o embate, no dia 18 de junho. As tropas nazistas atacaram apenas três semanas depois, em 10 de julho. Responder aos ataques antecipadamente teria representado uma grande vantagem tática a Alemanha.

Já o segundo grande erro é que Hitler não continuou com os ataques aos aeródromos britânicos, que duraram apenas cinco dias e foram capazes de destruir sistemas importantes que eram utilizados para rastrear aviões alemães, após um grande golpe em 13 de agosto.

Segundo os especialistas, caso esses ataques tivessem sido prolongados, os soldados da SS teriam encontrado oportunidades para invasões terrestres e navais. O estudo confirmou a teoria de diversos historiadores que a Alemanha tinha chances de vencer a Batalha da Grã-Bretanha.

Apesar de ser uma disputa na qual Hitler não tinha muito interesse, a pesquisa afirma que caso os alemães tivessem tido um ataque imediato, os esforços dos aliados teriam sido em vão, e a vitória nazista garantida.