Notícias » Arqueologia

Estudo sugere que importante cidade egípcia foi abandonada devido a erupção vulcânica

Pesquisadores acreditam que o local foi deixado em por volta de 200 a.C. por conta das consequências da erupção no clima

Isabela Barreiros, sob supervisão de Alana Sousa Publicado em 22/03/2021, às 14h46

O poço identificado no Egito
O poço identificado no Egito - Divulgação/Antiquity

Uma pesquisa publicada recentemente no jornal científico Antiquity, da Universidade de Cambridge, sugeriu uma hipótese para o abandono de meio século da importante cidade de Berenike, ou ainda Berenice Troglodytica, no Egito Antigo. As informações foram repercutidas pelo portal Heritage Daily.

Berenike foi um importante centro comercial desde que foi fundada no século 3 a.C. pelo rei Ptolemeu II Filadelfo. A região era palco de trocas de mercadorias consideradas exóticas e do transporte de elefantes, localizada na costa oeste do Mar Vermelho.

Os artefatos encontrados / Crédito: Divulgação/Antiquity

 

Embora fosse uma cidade próspera, recursos históricos apontam um abandono do local em por volta de 200 a.C., que permaneceu por quase 50 anos. Segundo o novo estudo, isso teria acontecido devido a uma erupção vulcânica que atingiu a região naquele período.

O fenômeno teria causado uma mudança drástica no clima da região, fazendo com que as cidades na proximidade do Mar Vermelho sofressem com uma enorme seca. A erupção poderia ter diminuído ainda a enchente anual do rio Nilo, dificultando a vida no local.

A teoria foi proposta após uma série de escavações realizadas onde a antiga cidade estava. Os arqueólogos identificaram um poço que foi seco na época e provavelmente soterrado pela areia que chegou ali a partir do vento. Ao retirarem as camadas de areia, os pesquisadores descobriram ânforas, moedas e outros artefatos