Notícias » Europa

Flecha viking de 1.500 anos é descoberta após derretimento de geleira na Noruega

Acredita-se que o artefato tenha sido confeccionado na Idade do Ferro, sendo revelada com o desgelo com diversos outros materiais

Wallacy Ferrari Publicado em 09/03/2020, às 07h00 - Atualizado às 07h29

A peça, já deteriorada pela oxidação da água, mas mantendo sua forma original
A peça, já deteriorada pela oxidação da água, mas mantendo sua forma original - Divulgação/Twitter

As mudanças climáticas na região de Jotunheimen, na Noruega, revelaram um passado oculto na história viking; uma ponta de flecha com características da Idade do Ferro foi descoberto em uma geleira derretida. De acordo com a equipe arqueológica, a flecha de 17 cm tem cerca de 1.500 anos.

Além da lança na ponta, a flecha tinha uma pena em sua traseira. O artefato pesa cerca de 400 gramas e foi encontrado em uma região com onde as buscas eram feitas há 1.900 metros de altura. A escavação é realizada periodicamente há alguns anos e, em 2019, conseguiu encontrar outros itens vikings, como um calçado de neve para cavalos de batalha.

Em entrevista à CNN, Lars Pilo, membro do Programa de Arqueologia Glacial, explicou como o aquecimento global interfere na arqueologia: “Em nossos locais [de pesquisa], estamos presenciando um derretimento rápido, e pedaços da história humana se derretem na ordem inversa do tempo”.

Itens de outras épocas também foram encontrados no local graças ao derretimento glacial, como ferramentas de caça, vestimentas e armaduras, além de itens de origem natural, como chifres, ossos e esterco. O item mais antigo encontrado é um artefato de 6.000 anos, que acreditam ter sido confeccionado na Idade da Pedra.