Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / França

França proíbe uso de talheres descartáveis em restaurantes

As redes de fast-food em solo francês estão precisando se adaptar em reação à decisão governamental

Ingredi Brunato Publicado em 29/12/2022, às 12h27

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Fotografia meramente ilustrativa - Divulgação/ Freepik/ Licença livre
Fotografia meramente ilustrativa - Divulgação/ Freepik/ Licença livre

O governo da França tomou a inovadora decisão de proibir a utilização de talheres, copos e pratos descartáveis nos restaurantes do país, fazendo com que as redes de fast-food em solo francês precisem adaptar seu modo de funcionamento. 

A obrigatoriedade do uso de utensílios que podem ser lavados e reutilizados visa a redução da produção de lixo no setor, de forma que se trata de uma decisão motivada por preocupações ambientais. 

A medida entra em vigor no próximo domingo, dia 1° de janeiro, e vale para qualquer estabelecimento que sirva refeições e seja capaz de acomodar mais de 20 pessoas, se estendendo até mesmo para padarias e cantinas presentes dentro de escolas e ambientes de trabalho. 

Já as comidas embaladas para viagem ainda terão permissão de vir com objetos descartáveis. O papel no qual hambúrgueres e sanduíches são embrulhados, vale destacar, também continua sendo autorizado dentro dos locais de refeições. 

Segundo informado pelo The Guardian, a França possui cerca de 30 mil unidades de fast-food em seu território. Juntos, esses estabelecimentos geram 180 mil toneladas de lixo por ano. 

Sustentabilidade

A atitude do governo francês foi elogiada por ativistas ambientais: "Estamos extremamente felizes que isso finalmente esteja entrando em vigor", afirmou, por exemplo, Alice Elfassi, que representa a Zero Waste France, uma organização não governamental que luta contra o desperdício. 

O fast food é um setor que gera muito lixo. Embora o plástico de uso único já tenha sido banido, ele foi substituído por grandes quantidades de produtos descartáveis, como papelão, madeira, bambu, que consideramos um desperdício inaceitável de recursos”, disse ela, ainda de acordo com o The Guardian. 

Existe ainda, todavia, a preocupação de que as brechas da lei possam ser exploradas pelas grandes empresas de restaurantes de forma a prejudicar o consumidor e, mais uma vez, o meio ambiente. 

A maioria dos restaurantes de fast-food não mudará para o clássico vidro ou porcelana que dura anos, eles optarão por plástico rígido. E nós temos preocupações sobre sua durabilidade: ele resistirá a centenas de lavagens ou será jogado fora depois somente alguns? Estaremos atentos a isso", acrescentou Elfassi

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!