Notícias » Brasil

Funcionário morre em supermercado no Recife e corpo é coberto por guarda-sóis

Segundo informações do portal G1, a unidade continuou funcionando e usou caixas de papelão e engradados de cerveja para isolar o cadáver

Vanessa Centamori Publicado em 19/08/2020, às 10h27

Unidade Carrefour em Recife
Unidade Carrefour em Recife - Divulgação/Whatsapp/G1

Causou revolta nas redes sociais a notícia de que, após falecer durante o trabalho, um funcionário, que prestava serviços a um supermercado Carrefour do Recife, teve o corpo coberto com guarda-sóis. Caixas de papelão e engradados de cerveja também foram usados para isolar o cadáver, segundo o portal G1

De acordo com a publicação, o trabalhador era de uma fornecedora externa que vendia alimentos e não operava diariamente no Carrefour, mas estava na ocasião a trabalho no supermercado

O homem se chamava Moisés Santos e faleceu de infarto. Mesmo depois do óbito, a unidade bairro da Torre continuou em funcionamento normalmente. Enquanto o cadáver ficava isolado no corredor, pessoas passavam e comentavam, segundo contou ao site Renato Barbosa, representante do Carrefour. 

 

Em resposta ao ocorrido, a empresa publicou várias notas nas redes sociais, nas quais diz que a loja acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) quando o funcionário começou a passar mal e "seguiu todos os protocolos durante o socorro e após o falecimento". 

O Carrefour afirmou ainda que revisitou "os protocolos para implementar a obrigatoriedade de fechamento das lojas para fatalidades como essa". E também que está “prestando toda assistência necessária para a família [do falecido], neste momento tão difícil”.