Notícias » Pré-História

Geólogos descobrem vestígios de continente escondido sob a Europa

Chamado de Grande Adria, a enorme massa de terra ia da Itália ao Irã

Vinícius Buono Publicado em 11/09/2019, às 14h00

Mapa representando o continente
Mapa representando o continente - Reprodução

Esqueça Atlantis, uma mera cidade. De acordo com geólogos, existe um continente inteiro sob a Europa. Chamado de Grande Adria, há 240 milhões de anos ele se soltou do Gondwana, um dos dois megacontinentes resultantes da separação da Pangeia, e colidiu com a Europa, partindo-se e entrando sob o continente.

De acordo com os pesquisadores, era uma massa de terra enorme, indo dos Alpes, no norte da Península Itálica, ao Irã. Provavelmente, não estava por inteiro acima do nível do mar, configurando-se mais como uma série de ilhas e arquipélagos.

Esse grande continente pertencia à placa tectônica africana, apesar de não fazer parte do pedaço de terra que estava se transformando na África que conhecemos hoje. Há 100 milhões de anos, aproximadamente, essa placa submergiu sob a da Eurásia. O mesmo aconteceu com Grande Adria.

Como resultado, diversas pedras originárias do lugar estão, hoje, em mais de 30 países ao longo da faixa compreendida por ele. Muitas dessas rochas, inclusive, estavam juntas em longas cadeias vulcânicas ou até mesmo em recifes de corais.

Para ajudar nessa complexa e abstrata visualização de dois continentes colidindo, os cientistas disseram que é algo como deslizar o braço por baixo de uma mesa. A mão desliza, mas a manga da roupa sobe, permanecendo amontoada. Essa junção formou cadeias de montanhas como os Alpes e os Apeninos, mantendo as pedras encontradas pelos geólogos presas no lugar.

Analisando rochas sedimentares formadas por minerais magnéticos deixados por bactérias há centenas de milhões de anos e que se movem de acordo com o pólo magnético da Terra, eles puderam perceber, também, que o continente fez movimentos de rotação enquanto deslizava pelo oceano, antes de colidir com a Europa. A partir de softwares modernos, foi possível reconstruir Grande Adria.