Notícias » Canadá

Homem branco faz blackface e é preso em Toronto, durante protesto antirracista

Após causar revolta entre os manifestantes, o homem foi detido pela polícia por violação de paz

Penélope Coelho Publicado em 08/06/2020, às 11h57

Protestos em Charlottesville, Virgínia
Protestos em Charlottesville, Virgínia - Wikimedia Commons

No último sábado, 6, um homem branco compareceu a um protesto contra o racismo, em Toronto, no Canadá, com o corpo e o rosto pintado com tinta preta. O ato conhecido como blackface é considerado ofensivo pela população negra.

A atitude do canadense gerou confusão durante a passeata. Os manifestantes se incomodaram com a sua presença e questionaram sua atitude. Para evitar maiores conflitos, a polícia acabou prendendo o rapaz que estava violando a paz durante as manifestações. Em resposta, o homem afirmou que “não estava tentando ser perturbador”.

O cidadão não teve sua identidade identificada, mas, acabou sendo liberado um pouco depois por falta de denúncias. Segundo as autoridades, as investigações os atos do rapaz continuam. O momento de sua prisão foi registrado por alguns manifestantes que estavam presentes no local. Confira:

 

Prática desrespeitosa

Quando uma pessoa branca pinta o rosto de preto, essa atitude é chamada de blackface. O ato que dissemina estereótipos negativos sobre a população negra é considerado uma prática ofensiva há décadas.

O blackface se popularizou nos Estados Unidos durante o século 19 e foi muito utilizado no teatro norte-amerinaco, onde atores brancos pintavam a cara e representavam personagens negros de maneira exagerada.