Notícias » Inglaterra

Homem encontra impressionante anel de ouro de 1834 e localiza família do proprietário para devolvê-lo

A busca por alguma pessoa relacionada ao nome ou a data escrita no anel mobilizou uma cidade inteira no sudeste da Inglaterra

Wallacy Ferrari Publicado em 12/02/2020, às 11h20

Anel com figuras representando uma data
Anel com figuras representando uma data - Divulgação/Triangle News

Enquanto realizava seus rotineiros escaneamentos noturnos na praia de Lancing Beach, na cidade de West Sussex, na Inglaterra, o detector de metais de Geoff Smith se deparou com um objeto de metal sob a areia da praia: era um anel de ouro de 18 quilates com o registro do nome Liz Honywood, junto a alguns emblemas desconhecidos de Geoff.

A surpresa foi tamanha que, após levar a peça para sua casa, publicou fotos em uma página dedicada a entusiastas de detectores de metais na região. A comunidade online respondeu, explicando que as figuras em relevo apontavam a data de fabricação da jóia, datada em 9 de setembro de 1834.

Não satisfeito, decidiu prosseguir buscando alguma pessoa relacionada a data ou ao nome Liz Honywood nas comunidades de West Sussex, onde obteve algumas informações de que, no bairro de Horshan, havia registros de moradores com o sobrenome Honywood.

De acordo com um membro, o anel apontava para Elizabeth Morth, que foi casada com Thomas Honywood. Além de herdar o sobrenome, levantaram a hipótese de que Liz seria uma abreviação do nome da mesma, que faleceu em 1834, mesmo ano que recebeu a peça.

Durante a busca, o entusiasta recebeu uma mensagem de Jennie Hartwell, que era nascida em Horsham, mas atualmente reside na Austrália. A mesma se dispôs a recriar a árvore genealógica da família Honywood verificando os históricos da cidade e se há algum parente vivo.

A árvore apontou que, apesar de não ter tido filhos, Elizabeth tinha duas irmãs, sendo uma delas Anna Morth. Pelos registros de Anna, foi possível localizar Vivian Garner, que faleceu em 2013, mas deixou três netos: Alexina, Emmi e Stephen.

Em janeiro, Geoff conseguiu se encontrar com Alexina e devolveu o anel para a família de Liz. A mobilização na comunidade resultou em uma reunião de parentes distantes que, finalmente, descobriram o significado da joia: era um anel de luto, prática comum na entre viúvos para se lembrar da companheira.

O acessório era usado por Thomas, marido de Liz, e a data representava a data do falecimento.  Em entrevista ao Daily Mail, Geoff contou que a investigação fez diversos moradores de Horsham descobrirem que são parentes e sentiu que fez o certo ao devolver a peça: “Fiquei surpreso quando encontrei o anel, mas sempre retorno qualquer coisa que possa ser devolvida”.


+Saiba mais sobre o tema por meio de grandes obras:

A Ilha Do Tesouro - Edição Exclusiva Amazon, de Robert Louis Stevenson (2019) - https://amzn.to/2SoeKuT

A Ilha Do Tesouro, de Robert Louis Stevenson (2011) - https://amzn.to/2UV2nsd

Quem vai achar o tesouro de Van Gogh? de Thomas Brezina (2006) -https://amzn.to/3bB3bs0

O tesouro de Davi: Obra clássica de Spurgeon sobre os salmos, de Charles Haddon Spurgeon (2018) - https://amzn.to/38kui8F

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, assinantes Amazon Prime recebem os produtos com mais rapidez e frete grátis, e a revista Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.